Nadadora friburguense volta do Mundial Militar na Rússia com mais um ouro

Jhennifer Alves reina absoluta novamente nos 50 metros peito, sua especialidade
terça-feira, 21 de agosto de 2018
por Vinicius Gastin
Nadadora friburguense volta do Mundial Militar na Rússia com mais um ouro

Especialidade mesmo. Nos 50 metros peito feminino, está cada vez mais difícil superar Jhennifer Alves. Na prova favorita da nadadora de Nova Friburgo, foi ela quem deu as cartas no Campeonato Mundial Militar de Natação, promovido no último final de semana na cidade de Samara, na Rússia. Jhenny, representante brasileira da Aeronáutica, levou a medalha de ouro na modalidade, com o tempo de 30 segundos e 76 centésimos.

Não foi o melhor tempo da friburguense este ano nos 50 metros peito, mas o suficiente para superar a russa Maria Temnikova, segunda colocada com o tempo de 31 segundos e 88 centésimos e a francesa Sollene Galego, terceira, com 32 segundos e 27 centésimos. No mesmo dia em que Jhennifer brilhou, Pedro Cardona foi ouro entre os homens, também nos 50 peito, Miguel Leite Valente prata nos 200 metros nado livre, Giovanna Diamante nos 200 metros borboleta, o revezamento 4×100 metros nado livre misto foram bronze.

A convocação para o Mundial Militar utilizou o Troféu Brasil como base para a escolha dos atletas. A competição reuniu alguns dos principais países da natação militar e com certeza presença de alguns nadadores olímpicos. No Mundial Militar no Rio de Janeiro, Jhennifer Alves já havia faturado dois ouros e uma prata.

Antes da competição em solo russo, a friburguense participou da 12ª edição do Aberto da França de Natação, tradicional competição internacional que contou com alguns dos principais nadadores da Europa. A atleta do Pinheiros reinou em sua especialidade, com o tempo de 30 segundos e 84 centésimos, conquistando mais a medalha de ouro na cidade de Chartres, na região central francesa. Nos 100 metros, Jhenny faturou a prata. Além de Brasil e França, outros 15 países marcaram presença. Além da Seleção Brasileira do Pan Pacífico, alguns nadadores do Minas Tênis Clube, do Sesi-SP e do Pinheiros, participaram do torneio.

No Troféu Maria Lenk, em abril deste ano, a friburguense já havia se destacado ao vencer a campeã olímpica Ruta Meilutyte, lituana famosa por ter uma das melhores saídas do mundo. Na ocasião, Jhenny nadou em 30s64 contra 30s75 da adversária. Ainda na França, a friburguense competiu nos 100 metros peito, e alcançou o segundo lugar com o tempo de um minuto, oito segundos e 88 centésimos, sendo superada pela japonesa Reona Aoki, que concluiu a prova em um minuto, seis segundos e 61 centésimos.

TAGS: natacao