Motos barulhentas na mira da fiscalização da prefeitura

Mobilização nas redes sociais inclui sugestão de boicote a empresas que fazem entregas a domicílio usando motos com escapamento aberto
sexta-feira, 18 de outubro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Motos barulhentas na mira da fiscalização da prefeitura

Muitos motociclistas de Nova Friburgo realizam alterações nos escapamentos de seus veículos, seja removendo o silenciador ou trocando por outro equipamento, resultando em aumento no nível de ruído provocado pelo dispositivo, o que tem tirado o sono de muita gente principalmente à noite. Na última semana, moradores começaram movimentos em redes sociais com o intuito de conscientizar esses motociclista a respeitarem o silêncio, principalmente à noite e nas proximidades de hospitais. Conforme já noticiado na última semana na coluna Massimo, há até a sugestão de estimular o boicote aos serviços de empresas que fazem entregas a domicílio, caso elas tenham motoboys com veículos barulhentos. 

Para coibir este tipo de ocorrência, a Prefeitura de Nova Friburgo promoveu na última quinta-feira, 17, uma reunião com representantes dos prestadores de serviços que realizam entregas com motocicletas. O secretário municipal de Ordem e Mobilidade Urbana, Marques Henriques, alertou no encontro que, os agentes da Smomu irão intensificar a fiscalização nos próximos dias, mas explicou que, nesse primeiro momento o foco principal, é a conscientização. Ficou acertado então que os prestadores irão repassar as informações aos funcionários e solicitar a adequação, caso necessária.

Além desse problema, os empresários também foram prevenidos de outras penalidades que acontecem com frequência, como motocicletas na contramão ou trafegando em calçadas e praças, principalmente em vias com maior movimento ou durante retenções. Segundo artigo 230 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), motociclistas flagrados conduzindo veículos com descarga livre ou com silenciador defeituoso, deficiente ou inoperante, respondem por infrações de natureza grave, passível de multa no valor de R$ 195,25, além de retenção do veículo.

 

TAGS: Trânsito