Moradores de Mury pedem reforma de pontes de madeira

“Nas laterais não há proteção no meio há muitos buracos e tábuas soltas”, reclama a mordora Larissa Weinzettl
sábado, 14 de dezembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Ponte danificada em Mury (Fotos: Henrique Pinheiro)
Ponte danificada em Mury (Fotos: Henrique Pinheiro)

Moradores do distrito de Mury entraram em contato com a redação de A VOZ DA SERRA para denunciar o péssimo estado de conservação de pelo menos duas pontes de madeira na localidade, uma para travessia de pedestres e outra para passagem de veículos. Ambas fazem a ligação entre a antiga linha férrea com a RJ-116.

Nossa equipe de reportagem esteve no local e constatou as reclamações. Como as pontes são de madeira, sofrem com a ação do tempo e com o desgaste natural devido ao uso diário das estruturas. O guarda-corpo das pontes já caiu totalmente, várias tábuas estão soltas, há muitos pregos (grandes) expostos e buracos por toda a estrutura.

“Estamos com medo de passar pelas pontes. Nas laterais não há proteção alguma e no meio há muitos buracos e tábuas soltas. É um risco muito grande”, se queixou a dona Larissa Weinzettl, moradora do distrito, que completou: “Sem essas duas pontes precisamos dar uma volta enorme para acessar a RJ-116, o que é outro transtorno. Por isso solicitamos que seja feito o reparo urgente”, pediu.

E o pior: a ponte de pedestres fica ao lado do Colégio Estadual Padre Madureira e dezenas de estudantes passam por ali todos os dias se expondo ao risco de queda ou algum acidente devido ao péssimo estado de conservação da ponte. Larissa também denuncia que alguns motociclistas mal educados utilizam a ponte de pedestres para passar com o veículo.

O que diz a prefeitura

Através de nota, a Secretaria Municipal de Obras informou que “vem realizando melhorias no distrito e, inclusive, fez reparos na ponte próxima à represa de Mury. Uma equipe será enviada ao local para verificar as manutenções necessárias”.

Ponte em Olaria foi reformada

No início de novembro, a ponte de pedestres sobre o Rio Cônego, que liga o bairro da Graça à Via Expressa, em Olaria, foi reformada pela Secretaria Municipal de Obras. Segundo a prefeitura, o piso, chamado de pranchão, foi totalmente reformado. Também foi colocado um guarda corpo de madeira para proteção dos pedestres. Os troncos que servem de base da travessia foram substituídos por novos.

Ainda de acordo com a prefeitura, somente pedestres poderão utilizar a passagem, sendo proibido o trânsito a ciclistas (a não ser que eles passem pela ponte empurrando as bicicletas) e motociclistas que, comumente utilizam a via como atalho. 

 

TAGS: obra