MercoSerra elege diretoria para novo mandato

Meio empresarial pretende se fortalecer para gerar mais empregos e riqueza na região
sábado, 23 de novembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
O presidente reeleito do MarcoSerra, Luiz Fernando Gomes, anuncia metas
O presidente reeleito do MarcoSerra, Luiz Fernando Gomes, anuncia metas

Na última quinta-feira, 21, foi realizada, na Pousada Terê Parque, em Teresópólis, uma assembleia para reeleição da nova diretoria executiva para o mandato 2020/2021 do MercoSerra. Além da nova diretoria formada por nove membros, também foram escolhidos 33 conselheiros deliberativos e seis fiscais para a rede de negócios da Serra Verde Imperial, que abrange Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.

Essa foi a primeira reeleição do MercoSerra e nesse período de quase dois anos, os empresários conseguiram estabelecer a Agência de Desenvolvimento da Região Serrana e, através dessa união, fomentar melhor não só o comércio entre as partes, como também o comércio externo. 

O presidente do MercoSerra, Luiz Fernando Gomes, afirma que a meta da rede é ser um canal de comunicação entre os três municípios, “através das cidades e das cidades para fora das cidades”, disse. Gomes completou informando que o MercoSerra prioriza a união dos empresários em prol do bem comum. “A agência pensa no entrosamento empresarial das cidades e em poder mostrar o que cada município tem de bacana para outros lugares. O MercoSerra também possibilita acesso aos órgãos governamentais na área de Brasília, federais e estaduais, o que é positivo para as cidades incluídas no projeto”, destaca. 

Alerj desconectada

A rede agrega cerca de 30 mil empresários da região, e hoje, através dessa união, eles podem contar com mais representatividade junto ao poder público e obtenção dos objetivos. A rede também ajuda em momentos difíceis, e/ou quando decisões se revelam negativas para a região, portanto, para todos. 

O presidente Luiz Fernando, que foi reconduzido ao cargo, salientou que só nesta semana a classe foi surpreendida com duas notícias desagradáveis. “Uma delas, foi o aumento do imposto aprovado pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj), desconsiderando toda a nossa realidade aqui do Rio de Janeiro. Um estado campeão no desemprego nacional, que passa por uma séria crise, e aí vemos a casa legislativa do Estado desconectada da nossa atual realidade. A outra foi que tiraram Petrópolis da Região Serrana, provocando a queda da nossa arrecadação. Vamos atuar para tentar resolver essa situação,” concluiu o presidente.

Com o objetivo de fazer a economia girar, profissionalizar mão de obra, investir em tecnologia e levar crescimento e desenvolvimento à região, superando os obstáculos que aparecem pelo caminho, o MercoSerra se torna um grande investimento não só para as cidades abrangidas pelo projeto, como também para os municípios vizinhos e arredores, como Guapimirim e Cachoeiras de Macacu.

 

TAGS: