Maravilhas da natureza: conheça um jequitibá-rosa de mais de mil anos

A VOZ DA SERRA visitou o Parque dos Três Picos, em Cachoeiras, onde fica a frondosa árvore
terça-feira, 22 de setembro de 2015
por Jornal A Voz da Serra
Maravilhas da natureza: conheça um jequitibá-rosa de mais de mil anos

Em comemoração ao Dia da Árvore—que no Brasil celebra-se no dia 21 de setembro, bem pertinho da entrada da primavera, que esse ano começa amanhã, 23—A VOZ DA SERRA foi até o Parque Estadual dos Três Picos, na serra entre Nova Friburgo e Cachoeiras de Macacu, para conhecer uma árvore milenar e dividir com os seus leitores essa maravilhosa imagem, capaz de despertar profundos sentimentos.

Quantas vezes na vida, ao nos depararmos com a magnitude dos elementos da natureza, nos sentimos pequenos? Esse é o pensamento geral quando chegamos ao parque e, após cerca de 20 minutos de caminhada, conhecemos o imponente jequitibá rosa de quase 40 metros de altura, 6 metros de diâmetro e 19 metros de circunferência na base—e com mais de mil anos de idade.

O jequitibá-rosa (Cariniana legalis) é considerado a maior espécie da mata atlântica, podendo atingir a altura de 50 metros. Segundo a placa informativa no local, “suas flores são brancas e surgem no período de dezembro a fevereiro, enquanto seus frutos, duros e de cor marrom, ocorrem de agosto a setembro. Quando o fruto amadurece, sua tampa se solta, liberando várias sementes aladas que são levadas pelo vento e se desenvolvem longe da árvore-mãe”. Um verdadeiro espetáculo.

Ainda segundo a placa, a palavra jequitibá vem do tupi guarani “Yiki-T-Ibá”, que significa fruto em forma de covo—pois se assemelha ao jequi, utensílio de pesca usado pelos índios. O maior e mais antigo espécime vivo do jequitibá-rosa se encontra no Parque Estadual do Vassununga, em Santa Rita do Passa Quatro-SP, e possui aproximadamente 3.000 anos de idade, estando entre os seres mais antigos do planeta, e a mais velha árvore do Brasil.

O parque

O Parque Estadual dos Três Picos localiza-se na Região Serrana Fluminense, sendo o maior parque do estado. Seu nome evoca os Três Picos de Nova Friburgo, um imponente conjunto de montanhas e ponto culminante de toda a Serra do Mar. O parque é favorecido pelo ecoturismo, já que oferece muitas possibilidades de trilhas, escaladas e cachoeiras de inigualável beleza. O jequitibá-rosa milenar está localizado a cerca de 50 minutos de caminhada de Cachoeiras de Macacu, na localidade de Boca do Mato, onde também encontra-se uma trilha ecológica que percorre parte do antigo trajeto do extinto ramal de Cantagalo da Estrada de Ferro Leopoldina, podendo ser encontradas algumas de suas ruínas encobertas pela floresta.

  • A entrada do parque estadual dos três picos

    A entrada do parque estadual dos três picos

  • A trilha por dentro da mata leva cerca de 20 minutos

    A trilha por dentro da mata leva cerca de 20 minutos

  • A trilha é cercada de verde e passa por entre riachos.

    A trilha é cercada de verde e passa por entre riachos.

  • O imponente jequitibá rosa de quase 40 metros de altura, 6 metros de diâmetro e 19 metros de circunferência na base—e com mais de mil anos de idade.

    O imponente jequitibá rosa de quase 40 metros de altura, 6 metros de diâmetro e 19 metros de circunferência na base—e com mais de mil anos de idade.

TAGS: jequitibá-rosa | Cachoeiras de Macacu | parque dos três picos | árvore | Meio Ambiente