“Made in Friburgo”

sexta-feira, 21 de outubro de 2016
por Jornal A Voz da Serra

O CALENDÁRIO turístico de Nova Friburgo ganha mais um aditivo com a realização de mais um Festival de Truta, que promete a partir do próximo dia 27 uma temporada de alta gastronomia em diversos restaurantes, hotéis e pousadas da cidade. Promoções como esta ajudam a ampliar a economia do município, a valorizar as atividades do setor e a integrar o comércio e prestadores de serviços. 

LEGÍTIMO produto friburguense, embora ainda sem certificação a nível nacional, a truta possui um grande potencial agregador, valorizando a produção em águas despoluídas, estimulando o comércio gastronômico e atraindo o mercado turístico com um apelo irresistível. A truta, pode-se dizer, é made in Friburgo.

NADA MAIS natural, portanto, que estimular o consumo do peixe com este tradicional festival. Nova Friburgo já possui o rótulo de Capital da Truta e manter esta vocação auxilia a girar a roda de negócios do turismo, gerando emprego e renda, valorizando o produtor e alargando as possibilidades comerciais. Toda a cidade ganha com um evento deste porte.

O MUNICÍPIO possui uma rede de pousadas e hotéis, gastronomia múltipla, compras e, principalmente, uma natureza privilegiada. Cuidar desta riqueza que gera negócios para milhares de friburguenses não deve ser negligenciado pelo governo nem tratado com indiferença pela comunidade. O turismo representa uma fonte de renda permanente e não podemos desprezar esta vocação do município. 

OS EMPRESÁRIOS estão mais ligados aos municípios litorâneos com a estrada Serramar e procuram atrair, com ela, mais turistas. Mais que uma estrada no interior fluminense, significa um caminho que une cidades e um importante momento nas relações comerciais e turísticas dos municípios. A estrada é caminho certo para relações comerciais e de negócios mais duradouros que a temporada de verão ou de feriadões.

ALÉM DO interesse da iniciativa privada, o governo municipal pode oferecer uma parceria consistente estimulando o turismo ao tempo que beneficia as pequenas localidades existentes pelos distritos. O município necessita de um planejamento turístico em sintonia com os programas federais e estaduais, como o Estatuto das Cidades e as leis ambientais que disciplinam uma série de situações que Nova Friburgo ainda não conseguiu solucionar.

O PREFEITO eleito Renato Bravo já acenou como uma das metas de seu governo o estímulo à atividade turística. Com o pensamento de fomentar novos empreendimentos para o município, tem no turismo uma vertente que pode proporcionar retorno econômico ao município a baixo custo e em prazo rápido. A cidade conta com infraestrutura, pessoal capacitado e empreendimentos já consolidados. É preciso, agora, direcionar os esforços. 

PARA TANTO, é necessário um envolvimento dos poderes públicos na fixação de políticas e num grande trabalho de conscientização da atividade turística para os friburguenses. A mudança sonhada para Nova Friburgo deve ser acompanhada com um trabalho de elevação da autoestima e a valorização das boas coisas do município. E o caminho é o turismo, que beneficia a comunidade prestigiando cada vez mais o nosso rico patrimônio.

TAGS: