Licitação do transporte será publicada após a Páscoa

Edital deve prever integração com dinheiro em espécie e fim da dupla função para motoristas. Passagem vai a R$ 4,10
quinta-feira, 18 de abril de 2019
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
Licitação do transporte será publicada após a Páscoa

Deve ser publicado logo após o feriado de Páscoa, nesta próxima semana, o edital de licitação para concessão do transporte público em Nova Friburgo. A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 18, pela prefeitura, um dia depois da terceira e última audiência pública realizada na Câmara de Vereadores para discussão do assunto.

Em nota, a prefeitura informou que participou das audiências públicas propostas pelo Legislativo e que na última respondeu os questionamentos gerados nas duas audiências anteriores. “Sendo assim, serão realizados os últimos ajustes para publicação do edital, que deve acontecer na próxima semana, após o feriado. Sugestões da população consideradas pertinentes foram sim incluídas no edital”, diz o texto.

O governo não detalhou quais propostas foram inseridas no documento, mas A VOZ DA SERRA apurou que já está no edital a sugestão de integração por pagamento em dinheiro. Atualmente, o usuário que precisa embarcar em mais de uma linha de ônibus só consegue fazer a integração por meio do cartão Riocard ou Fricard. A integração por dinheiro em espécie ainda deve ser regulamentada.

Outro item previsto no edital é o fim da dupla função dos motoristas, que desde que o sistema de bilhetagem eletrônica foi implantado no transporte, passaram a realizar funções de cobrador. Ou seja, os coletivos maiores terão que ter motorista e cobrador no novo modelo de transporte. Essa exigência vai obrigar a futura concessionária a adequar ônibus novos que já não vêm com cadeira para cobrador.

O edital deve conter também item que muda o itinerário de linhas que passam pela Rua Dante Laginestra e fazem o desembarque de passageiros no ponto de ônibus em frente à Catedral São João Batista, na Praça Dermeval Barbosa Moreira, no Centro. Ao que tudo indica, essas linhas, que vêm da região sul da cidade, voltarão a parar na Estação Livre (antiga rodoviária urbana) como antigamente.

Parte dessas sugestões foram apresentadas nas três audiências públicas realizadas pela Câmara em março e abril. O agendamento das reuniões pelo Legislativo freou a abertura da licitação, cujo texto estava praticamente pronto e previsto para ser publicado no Diário Oficial do município no início de abril. Para evitar desgaste com a casa, a prefeitura então optou por segurar a publicação do edital.

“A participação popular foi baixa: 29 pessoas na primeira audiência; 42, na segunda; e 24, na terceira. Mas foram produtivas. Propostas foram inseridas no texto. A decisão do prefeito Renato Bravo de abrir a licitação depois das audiências manifesta respeito com o Legislativo”, disse o vereador Zezinho do Caminhão (PSB), propositor das audiências públicas.

Passagem a R$ 4,10

Outras novidades do novo modelo de transporte público, previsto no Termo de Referência do edital e apresentado em fevereiro pela prefeitura, prevê a divisão das linhas urbanas em dois lotes que poderão ser explorados por mais de uma empresa de ônibus. Cria ainda novas linhas circulares no bairro Olaria e no distrito de Conselheiro Paulino, as regiões mais populosas do município. Também amplia o "corujão", as linhas de ônibus circula, nas madrugadas.

O projeto também prevê que o governo tenha acesso à central de monitoramento dos ônibus diariamente. Todos os veículos deverão ser equipados com GPS. Os ônibus adquiridos a partir da concessão e frutos de reajuste tarifário serão revertidos ao município, após o término do contrato. A prefeitura também estimou no documento o reajuste das passagens de ônibus, dos atuais R$ 3,95 para R$ 4,10. O contrato de concessão do transporte terá duração de dez anos.

 

TAGS: Trânsito | Transporte