Intensa troca tiros no Alto de Olaria volta a assustar moradores da região

Confronto entre a PM e traficantes ocorreu durante a madrugada e foi ouvido até no Cascatinha. Ninguém foi preso
quarta-feira, 25 de setembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
A réplica de fuzil apreendida na região este mês (Foto: 11 BPM)
A réplica de fuzil apreendida na região este mês (Foto: 11 BPM)

Uma intensa troca de tiros entre policiais militares e traficantes, na madrugada desta quarta-feira, 25, no Alto de Olaria, em Nova Friburgo, voltou a assustar moradores da região. Os disparos durante o confronto foram ouvidos em diversos bairros do entorno, como Cônego, Cascatinha, Sítio São Luiz, Vargem Grande e Granja do Céu. Ninguém foi preso. 

“Os barulhos começaram por volta das 23h50. No início não era possível identificar se era tiro, visto que a localidade não tem o costume de registrar essas ocorrências. Os barulhos eram intensos em alguns momentos, com pausas de até cinco minutos entre as trocas de tiros seguintes. Por volta de meia-noite e 15 ouvi a última troca de tiros”, contou um morador que pediu para não se identificar. 

O comando do 11º BPM informou que uma equipe do Grupamento de Ações Táticas (GAT) foi ao loteamento Barroso checar informação de que criminosos estariam fazendo a distribuição de cargas de drogas na localidade, no início da madrugada. Ao chegarem à comunidade, os PMs foram recebidos a balas. 

Os agentes do GAT revidaram, dando início a uma intensa troca de tiros. De acordo com a polícia, nenhum policial foi atingido. “Nosso Grupo de Ações Táticas adentrou o morro, mas os marginais fugiram para uma área de mata. Até o momento nenhum marginal foi encontrado baleado”, disse o comandante Paulo Roberto das Neves. 

Este mês, a Polícia Militar apreendeu na localidade três pistolas 9mm usadas pelos traficantes. Também encontraram uma réplica de fuzil, após denúncia de moradores. A arma falsa estava sendo usada por bandidos para demonstrar aos moradores e à PM um suposto poder de fogo da organização criminosa que atua na venda de drogas na região. 

 

TAGS: tráfico