Hemocentro bate recorde com mutirão de doações de sangue

Unidade friburguense recebeu mais de 100 pessoas dispostas a fazer a boa ação no último sábado
segunda-feira, 25 de novembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)

Este sábado, 23, ficará marcado positivamente na história do Hemocentro Regional de Nova Friburgo Enfermeira Cassia Viviane Kale Martins. Aberto de 8h às 12h30 para mais um mutirão de doação de sangue, a unidade recebeu mais de uma centena de pessoas interessadas em fazer a boa ação, um recorde absoluto. Friburguenses e instituições como o Sanatório Naval e o Tiro de Guerra enviaram representantes para colaborarem com a campanha.

“Este sábado de mutirão foi um dia de muita alegria para a gente. O povo friburguense é muito solidário, atendeu ao nosso chamado e ajudou o Hemocentro a bater seu recorde de doações. Mas é bom destacar que o mutirão é muito importante sim, mas o abastecimento regular é mais importante ainda para mantermos nosso estoque cheio. Só para se ter uma ideia, tem semana que fechamos com apenas cinco doadores, quando o ideal seriam pelo menos 20 por dia”, declarou Roberto Nidecker, diretor do Hemocentro de Nova Friburgo.

Como o próprio nome diz, o Hemocentro friburguense é regional e atende também a outros dez municípios da região, o que reforça a importância das doações regulares de sangue para manter os estoques abastecidos. Assim como destacou  Roberto, o ideal é que a unidade recebesse cerca de 20 doadores por dia, no entanto, a realidade é bem diferente. Em toda a última semana, por exemplo, foram registradas apenas 24 doações, uma média de praticamente cinco doadores por dia, número 75% abaixo do necessário.

Mas quem estava feliz da vida neste sábado era o engenheiro civil Alan Pacheco (foto). Doador de sangue há cerca de 10 anos, ele comemorou ver a unidade lotada de doadores neste mutirão: “Comecei a doar por uma necessidade do meu avô, mas gostei muito e vi que era um ato importante. Sempre que possível venho aqui doar sangue. Muito interessante também essa iniciativa de abrir as portas um sábado por mês, porque muita gente tem mais facilidade de comparecer aos fins de semana. E eu, como doador regular, fico muito feliz de ver o Hemocentro cheio de pessoas querendo fazer o bem ao próximo”, afirmou orgulhoso Alan Pacheco.

Sempre prontos a colaborarem com a sociedade friburguense no que for preciso, dez representantes do Sanatório Naval de Nova Friburgo (foto), braço da Marinha na cidade, também compareceram à unidade para doar sangue e contribuir com o mutirão.

“Atendendo ao apelo do Hemocentro, nós do Sanatório Naval de Nova Friburgo decidimos nos mobilizar para praticar essa boa ação. Doar sangue é salvar vidas. E o ato de doar é simples, rápido e não dói. Aqueles minutinhos que você perde doando sangue, está ajudando a salvar muitas vidas”, declarou o suboficial Caracci, do Sanatório Naval.  

 

TAGS: