Frizão perde para o Goytacaz e agora terá que buscar o título do 2º turno

Tricolor da Serra precisa vencer o Artsul fora de casa para chegar à decisão da Taça Corcovado
quinta-feira, 19 de setembro de 2019
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Sem tempo para treinar, Cadão tenta acertar a equipe na base da conversa
Sem tempo para treinar, Cadão tenta acertar a equipe na base da conversa

O sonho do acesso está vivo, mas a partir de agora ele passa, essencialmente, pelo título da Taça Corcovado. A derrota por 3 a 0 para o Goytacaz na tarde da última quarta-feira, 18, no Ary de Oliveira, eliminou qualquer possibilidade de chegar ao jogo do acesso através da classificação geral. O detalhe é que o resultado que o Tricolor da Serra precisava aconteceu, mas apenas o tropeço do Duque de Caxias contra o Sampaio Corrêa não foi suficiente. Melhor no primeiro tempo, o Frizão caiu de produção na etapa final e não conseguiu pontuar em Campos.

Desta forma, para chegar às semifinais gerais, o Friburguense, segundo do grupo B, terá que ser campeão da Taça Corcovado. O adversário na semifinal é o Artsul, em partida que acontece já neste sábado, 21, às 15h, no Nivaldo Pereira. O detalhe é que o adversário joga por empate, por ter avançado em primeiro lugar na chave A. 

Na outra semifinal, se enfrentam Duque de Caxias e América, no Marrentão. O vencedor do segundo turno se junta ao América, campeão do primeiro, e aos dois melhores do geral que não conquistaram turnos, Goytacaz e Bonsucesso. 

Caso o América vença também a Taça Corcovado, já se garante na final e fica com o acesso à seletiva. Neste caso, Goytacaz e Bonsucesso disputam uma semifinal. Na briga contra o rebaixamento, o Angra dos Reis bateu o Barra da Tijuca por 2 a 1 no confronto direto e conseguiu escapar da queda. O Barra se junta a Itaboraí e Tigres do Brasil na Série B2 em 2020.

Frizão tem a bola, Goyta marca

Com os desfalques de Júlio César e Dedé, suspensos por conta do terceiro cartão amarelo, o Friburguense teve novas mudanças na escalação titular. As variações, entretanto, têm feito parte da rotina da equipe durante a Série B1 do Campeonato, e algumas delas se mostraram eficazes. Outras nem tanto. 

Cinco minutos depois do horário marcado a bola rolou no Aryzão, e se para o Tricolor a vitória era importante, para o Goytacaz era fundamental. Sem chances na Taça Corcovado, o time de Campos buscava os três pontos para se garantir no jogo do acesso.

Se o jogo atrasou, o Goyta foi rápido e chegou ao gol logo no primeiro minuto, em chute de Jairo Paraíba que quicou na frente de Afonso e entrou. Na tentativa imediata de reação, o Friburguense apostou na posse de bola, movimentação e velocidade da dupla Toshyia e Maycon. 

A equipe da casa, escalada com três atacantes, se postou na defesa e passou a investir nos contra ataques. Nos 20 primeiros minutos, o Friburguense jogou, teve mais 70% de posse de bola, mas foi o Goytacaz quem marcou o gol.

Após a parada técnica o panorama pouco mudou e Adilson teve que trabalhar duas vezes, mas sem grandes dificuldades. Embora tivesse o controle da bola, o Tricolor não conseguiu ser efetivo. Aos 32, Vinicius Paquetá deu trabalho a Afonso. 

Exigido novamente três minutos depois, o goleiro estava adiantado e teve que se recuperar quando Flamel arriscou de longe, logo após mais um ataque não concluído pelo Frizão. Na segunda chance clara que teve, o cirúrgico Goytacaz ampliou o marcador com o gol de cabeça de Jefinho, aos 44 minutos.

Segundo tempo

O Friburguense voltou para o segundo tempo sem nenhuma alteração. Mas já ciente de que precisava de um empate naquele momento para avançar em primeiro lugar do Grupo B, uma vez que o Sampaio Corrêa vencia o Duque de Caxias por 3 a 1. 

Mais exposto, o Tricolor ofereceu espaços para os contra ataques, e aos cinco minutos, Vinicius Paquetá perdeu boa chance ao finalizar para fora. Sem muita inspiração, o time de Nova Friburgo era pouco criativo, e o Goytacaz parecia mais perto do terceiro gol. 

Aos 13 minutos, Afonso apareceu bem para evitar o tento de Paquetá. O impedimento foi marcado pela arbitragem, mas o lance mostrou a situação vulnerável do Frizão em campo. Pouco depois, Bruno Leal afastou o chute de Jairo Paraíba.

O Tricolor da Serra caiu de produção na etapa final, e para tentar reposicionar e até mesmo mexer com os ânimos da equipe, Cadão promoveu a entrada de Lucas. Nem a alteração, tampouco o tempo técnico foram capazes de mudar o cenário favorável ao time de Campos. A melhor e praticamente solitária chance do Friburguense foi a cabeçada de Magrão para a defesa fácil de Adilson. Luquinha ainda marcou o terceiro do Goytacaz para fechar o marcador no Aryzão.

Ficha Técnica

Goytacaz 3 x 0 Friburguense

Campeonato Carioca Série B1 2019

Taça Corcovado – 10ª rodada (2º turno)

18/09/2019 – 15h

Estádio Ary de Oliveira, Campos-RJ

Árbitro: Tarcizo Pinheiro Caetano

Assistentes: Jackson Lourenço dos Santos e Flávio Manoel da Silva 

Goytacaz: Adilson; Tenente, Gilberto, Kléber Viana e Lucas; Jefinho, Peterson e Flamel (Danilo Cintra); Vinícius Paquetá, Jairo Paraíba (Rafael Olioza) e Alexsandro (Luquinha).

Técnico: João Carlos Ângelo

Friburguense: Afonso; Diego Ibrahim, Bruno Leal, Magrão e Digão; Damião, Vitinho (Lucas) e Jorge Luiz; Jeffinho (Wellington), Maycon Douglas (Vinícius) e Toshiya.

Técnico: Cadão

 

Resultados da 10ª rodada - Taça Corcovado

Angra dos Reis 2 x 1 Barra da Tijuca, Jair Toscano

Tigres do Brasil 3 x 1 Olaria, Rua Bariri

Goytacaz 3 x 0 Friburguense, Ary de Oliveira

America 1 x 1 Bonsucesso, De Los Lários

Audax 5 x 1 Itaboraí, Moça Bonita

São Gonçalo 0 x 1 Serra Macaense, Alzirão

Gonçalense 1 x 3 Campos, Marrentão

Sampaio Corrêa 4 x 1 Duque de Caxias, Lourival Gomes

Nova Cidade 1 x 0 Serrano, Joaquim Flores

 

Semifinais - Taça Corcovado

Sábado, 21, às 15h 

Artsul x Friburguense, Nivaldo Pereira

Duque de Caxias x América, Marrentão

 

Classificação 

Grupo A

1º – Artsul, 21 pts

2º - América, 19 pts

3º - Goytacaz, 17 pts 

4º – Sampaio Corrêa, 16 pts

5º - São Gonçalo, 16 pts

6º – Nova Cidade, 16 pts 

7º - Audax, 16 pts

8º - Angra dos Reis, 15 pts 

9º – Olaria, 13 pts

10º - Gonçalense, 5 pts

Grupo B

1º – Duque de Caxias, 18 pts

2º - Friburguense, 17 pts

3º – Bonsucesso, 13 pts  

4º - Serra Macaense, 12 pts

5º - Barra da Tijuca, 10 pts

6º - Serrano, 9 pts 

7º – Itaboraí, 8 pts

8º - Campos, 7 pts 

9º - Tigres do Brasil, 4 pts

 

Campanha do Frizão

Friburguense 2 x 1 Sampaio Corrêa, Eduardo Guinle

Gonçalense 2 x 5 Friburguense, Alzirão

Friburguense 5 x 0 Nova Cidade, Eduardo Guinle

São Gonçalo 2 x 0 Friburguense, Alzirão

Friburguense 0 x 0 Artsul, Eduardo Guinle

Audax 0 x 2 Friburguense, Moça Bonita

Friburguense 1 x 1 Angra dos Reis, Eduardo Guinle

América 1 x 0 Friburguense, Los Lários

Friburguense 1 x 0 Olaria, Eduardo Guinle

Goytacaz 3 x 0 Friburguense, Ary de Oliveira

 

Classificação Geral

1º – América, 36 pts 

2º - Goytacaz, 34 pts 

3º – Bonsucesso, 33 pts

4º - Sampaio Corrêa, 30 pts 

5º - Audax, 30 pts 

6º - Artsul, 29 pts 

7º – Duque de Caxias, 29 pts

8º - Friburguense, 28 pts

9º - Olaria, 26 pts

10º – São Gonçalo, 25 pts

11º – Nova Cidade, 25 pts

12º – Serra Macaense, 23 pts

13º – Serrano, 20 pts 

14º – Gonçalense, 20 pts  

15º – Campos, 20 pts 

16º – Angra dos Reis, 19 pts

17º – Barra da Tijuca, 16 pts 

18º – Tigres do Brasil, 12 pts 

19º – Itaboraí, 12 pts

TAGS: futebol