Frizão leva susto, reage rápido e vence o Serra em Macaé

Seria nota máxima se não fosse o gol do adversário aos cinco minutos do primeiro tempo, na única bobeada durante todo o jogo
terça-feira, 28 de agosto de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Frizão leva susto, reage rápido e vence o Serra em Macaé

Uma atuação soberana e quase impecável. Seria nota máxima se não fosse o gol do Serra Macaense marcado por Rhainer aos cinco minutos do primeiro tempo, talvez na única bobeada durante todo o jogo. O Friburguense reagiu rápido, e ainda na etapa inicial, construiu a vitória por 3x1 no último sábado, 25, no Moacyrzão. Lohan, Dedé e Ricardo balançaram as redes para o Tricolor da Serra em Macaé. Entretanto, nem tudo foi festa: a vitória do Bonsucesso sobre o Angra no domingo tirou quaisquer possibilidades de brigar pelo acesso à Série A.

O Friburguense volta as atenções para a Copa Rio, competição pela qual terá compromisso nesta quarta-feira (29). O Tricolor da Serra começa a decidir uma vaga nas semifinais contra a Portuguesa, e o primeiro duelo acontece no Eduardo Guinle, às 15h. O jogo de volta será no dia 5. Pela Série B1, a próxima partida acontece no sábado, quando o Frizão recebe o Americano em Nova Friburgo.

Se na Copa Rio o Friburguense está a seis jogos da possibilidade de lvantar uma taça, na Série B1 a situação era bem mais complicada antes mesmo de enfrentar o Serra Macaense. Vencer talvez não fosse o suficiente, mas era primordial para ainda alimentar quaiquer esperanças. Além do retorno de Jefinho, a novidade na escalação foi o garoto Julio Cesar, formando a dupla de zaga com Bidu.

Frizão e Serra começaram a todo o vapor. O time da casa conseguiu encaixar um rápido contra ataque aos cinco minutos. Wandinho apostou corrida e foi tocado na grande área por Bidu. Pênalti assinalado e convertido por Rhainer. A reação tricolor foi praticamente imediata: aos oito, Lohan demonstrou todo o oportunismo e igualou o marcador em Macaé. Após o ritmo intenso dos minutos iniciais, a disputa passou a ser pela posse de bola. E foi com ela nos pés que o Friburguense teve falta para cobrar aos 19 minutos: Jefinho cobrou, Dedé raspou de cabeça e virou o placar.

O Serra até tentava adiantar as linhas para pressionar na marcação, mas a dimensão do campo facilitava a troca de passes e a movimentação tricolor. Pouco ameaçado, o Frizão acelerou o ataque aos 34 minutos e encaixou boa jogada, que terminou em belo lance de Lohan. O camisa nove deu dois dribles na grande área e bateu cruzado, mas Jefinho e Dedé não chegaram a tempo para completar. Instantes depois, Jorge Luiz experimentou da entrada da área e Otávio defendeu com segurança. No setor defensivo, o mais preocupante foi a lesão de Bidu, substituído ainda antes do intervalo por Sergio Gomes. Também deu tempo para Ricardo receber a bola grande área, passar pelo marcador, insistir no lance e marcar o terceiro do Frizão.

Dieguinho foi mais um a ter problema de contusão em Macaé. E foi pelo lado de Murillo, seu substituto, explorando a velocidade de Wandinho, que o Serra tentou criar algo nos primeiros minutos, mas sem muito sucesso. Bem postado, o Friburguense esperava pela oportunidade de marcar o quarto, e parar as tentativas de contra golpe, o Serra apelou para algumas faltas mais fortes.

Sem conseguir exercer a pressão planejada, o time da casa levou algum perigo a partir de um erro no ataque tricolor. Rhainer recebeu em profundidade, chegou a invadir a área, mas bateu mal de perna esquerda. No minuto seguinte, aos 30, nova tentativa abafada pela defesa tricolor. O Friburguense respondeu através de Dedé, em chute defendido por Otávio, e teve boa chance quando cinco jogadores avançaram contra dois defensores, mas faltou capricho no passe final. Jorge Luiz também teve boa chance para marcar o quarto, mas bateu mal. Ao contrário de outros jogos, o Frizão não passou por sustos e controlou o resultado até o apito final.

 

TAGS: futebol