Frizão derrotado em jogo duro e com arbitragem polêmica

Time volta a campo pela Série B já nesta quarta, quando recebe o Tigres do Brasil, no Eduardo Guinle
terça-feira, 30 de maio de 2017
por Vinícius Gastin
Sergio Gomes briga pela bola com Luquinha: gol polêmico na etapa final complicou o Frizão
Sergio Gomes briga pela bola com Luquinha: gol polêmico na etapa final complicou o Frizão

            O cartão de visitas foi dado. Diante de um estádio com gramado ruim e arbitragem questionável, o Friburguense teve o capítulo inaugural escrito com derrota na Série B do campeonato carioca. O Goytacaz bateu o tricolor da Serra por 2x0 na tarde do último sábado, 27, no estádio Ari de Oliveira, e impôs o primeiro revés ao time de Merica em sua partida de estreia. O Frizão não fez uma grande apresentação, oscilou durante a partida e sofreu um gol muito cedo no primeiro tempo. O outro tento marcado pelo time da Rua do Gás foi, no mínimo, polêmico, e gerou muitas reclamações.

            Sem tempo para lamentar, o Frizão volta a campo já nesta quarta-feira, 31, quando recebe o Tigres do Brasil, às 19h30, no Eduardo Guinle.

           Na partida de sábado, Merica treinou, testou e... surpreendeu. Com Marcelo Costa no banco, Sergio Gomes e Bidu compuseram o sistema defensivo ao lado de Bruno. Gabriel não viajou, e Lucas Sales fez as vezes de ala esquerdo, enquanto o jovem Rafael fechou a trinca de volantes juntamente com Bidu e Lucas Toledo. Pela direita, o estreante Yan. Difícil avaliar a proposta quando, logo aos cinco minutos, na primeira chegada ao ataque, o adversário balança as redes. Cleiton ganhou a segunda bola no meio e lançou nas costas da zaga para Igor tocar na saída de Luiz Felipe e fazer o primeiro do Goytacaz.

            Aos poucos, o Friburguense tentava se recompor do golpe, mas o time da casa aproveitou o bom início para manter a posse de bola no campo de ataque. Sem saída, o tricolor era pressionado e abusava das faltas. O respiro veio aos 19, quando a equipe de Nova Friburgo conseguiu levantar a bola na grande área alvianil, mas não finalizou. Melhor depois do tempo técnico, o time comandado por Merica passou a incomodar mais, porém sem finalizar ao gol de Paulo Henrique. O primeiro chute foi de Gleison, aos 30 minutos, com perigo, dando início ao melhor momento do Friburguense na partida. Não mais tão pressionado – à exceção de duas cobranças de falta perigosas e um contra-ataque - trocava passes e tinha a bola por mais tempo, embora tenha sido pouco criativo. Havia uma esperança para o segundo tempo.

                    Assim como na etapa final, o Goytacaz começou no ataque. Luquinha perdeu boa oportunidade de ampliar o marcador, parando na saída de Luiz Felipe aos oito minutos. Era o prenúncio do que estava por vir: a defesa do Friburguense parou pedindo impedimento de Igor, não confirmado pelo árbitro. O camisa nove – que de fato voltava de clara posição irregular – aproveitou a saída de Luiz Felipe para servir Luquinha, que apenas teve o trabalho de empurrar para o gol aos seis minutos. Os jogadores do Tricolor, inconformados, partiram para cima do bandeira, e um tumulto se estabeleceu por algum tempo no Ari de Oliveira. O gol foi confirmado, e um cartão amarelo para Lohan também.

            Com a desvantagem ainda maior, Merica abriu mão de Bruno e mandou a campo o atacante Ziquinha. Detalhe: sem o jovem defensor, o Friburguense terminou o jogo sem nenhum zagueiro de origem, apenas com Bidu e Sergio Gomes improvisados. Jefferson também foi a campo na vaga de Jarles, mas foi o Goytacaz quem ameaçou novamente aos 22, em chute perigoso de Tenente por cima da meta. A resposta veio na finalização de Yan, à direita de Paulo Henrique. Naquela altura era muito pouco para quem buscava reagir. Os minutos passaram, o Tricolor pouco ameaçou e o Goyta, vez ou outra, deu trabalho à defesa. Sem novos acontecimentos, prevaleceu o placar favorável ao time da casa.

Ficha Técnica:

Goytacaz 2x0 Friburguense

 

Campeonato Carioca série B 2017

Taça Santos Dumont – 1º turno (1ª rodada)

Estádio Ari de Oliveira, Campos-RJ

27/05/2017 – 15h

Público e Renda: Não divulgados

 

Árbitro: Leandro de Lima e Silva

Assistentes: Ivan Araújo e Márcio de Queiroz

 

Goytacaz: Paulo Henrique, Tenente, Edson, Pierre e Almir; Cleiton, Jefinho, Galhardo e Leandro Cruz; Igor e Luquinha.

Técnico: Paulo Henrique

 

Friburguense: Luiz Felipe, Yan, Sergio Gomes, Bruno (Ziquinha) e Lucas Sales; Bidu, Lucas Toledo, Rafael e Gleison; Jarles (Jefferson) e Lohan.

Técnico: Merica

 Classificação Grupo B:

 

1º- Tigres do Brasil, 3 pts

 

2º- São Gonçalo EC, 3 pts

3º- Duque de Caxias, 3 pts

4º- Goytacaz, 3 pts

5º- Artsul, 1 pt

6º- Serrano, 1 pt

7º- São Cristóvão, 0 

8º- Friburguense, 0

9º- Barra da Tijuca, 0 

10º- Gonçalense, 0

 

 A tabela do Frizão - Taça Santos Dumont:

Goytacaz 2x0 Friburguense, Ari de Oliveira

31/mai - 19h30 - Friburguense x Tigres, Eduardo Guinle

04/jun - 15h - Barra da Tijuca x Friburguense, C. Galvão

07/jun - 19h30 - Friburguense x Duque de Caxias, Eduardo Guinle

11/jun - 10h - São Cristovão x Friburguense, Rua Bariri

17/jun - 15h - Friburguense x São Gonçalo, Eduardo Guinle

22/jun - 15h - Gonçalense x Friburguense, Alzirão

28/jun - 15h - Artsul x Friburguense, Nivaldo Pereira

01/jul - 15h - Friburguense x Serrano, Eduardo Guinle

 

TAGS: futebol | Série B | frizão