Frizão bate o Barcelona em jogo-treino; Lohan retorna e marca

Bidu destaca evolução física e posse de bola do Friburguense
segunda-feira, 24 de abril de 2017
por Vinicius Gastin
De volta após passagem pelo Resende, Lohan larga na frente na briga pela camisa nove tricolor
De volta após passagem pelo Resende, Lohan larga na frente na briga pela camisa nove tricolor

Restando pouco menos de três semanas para o início da série B Estadual, o Friburguense voltou a testar a equipe na tarde do último sábado, 22, no Eduardo Guinle. A evolução observada, contra um adversário da mesma divisão atual, pode representar uma esperança a mais na tentativa de retornar à primeira divisão do futebol carioca. Com boa atuação, especialmente no segundo tempo — quando a chuva diminuiu —, o Tricolor da Serra bateu o Barcelona Esporte Clube por 3 a 0, com um gol contra, outro de Lohan, cobrando pênalti, e um golaço de Ziquinha.

Se nem de perto o time carioca lembra o poderoso homônimo espanhol, ao menos proporcionou ao Friburguense a oportunidade de testar a equipe e viver situações que deve encontrar na segunda divisão estadual. A marcação forte e a velocidade nos contra-ataques são armas que os adversários devem usar contra o tricolor, especialmente na serra. E o Frizão conseguiu se sair razoavelmente bem no jogo-treino.

Os dois times voltam a se encontrar no dia 29 de julho, pela Taça Corcovado, o segundo turno da série B. O mando de campo é da equipe carioca, mas o local ainda não foi definido. O Friburguense estreia no dia 13 de maio contra o Goytacaz, em Campos dos Goytacazes.

O jogo

Debaixo de muita chuva, o Friburguense entrou em campo para mais um teste antes da estreia no campeonato carioca da série B. O adversário, o Barcelona, também em fase de preparação para a segundona, apresentou uma prévia do que o Tricolor da Serra deve encarar na caminhada de retorno à elite: embora não muito técnico, um time fechado e com velocidade para explorar os contra-ataques. Diante dessas dificuldades, o Frizão procurou rodar a bola para encontrar os espaços, que de fato foram poucos.

Embora a drenagem do Eduardo Guinle tenha funcionado muito bem, foi nítida a diferença que o gramado molhado fez para o andamento do jogo-treino. Algumas tramas entre Jeffinho, Jarles e Gleison até funcionaram, mas não foram suficientes para furar o bloqueio da equipe visitante. Afonso também trabalhou num rápido contragolpe, que terminou em finalização de Moraes e boa defesa do goleiro tricolor. Na comparação com o time do teste anterior, as novidades foram o lateral Rodrigo, devido à ausência de Roberto Junior (com Sergio Gomes deslocado para a posição de primeiro volante) e o retorno de Lohan, largando na frente na disputa com Ricardo pelo comando do ataque. O goleiro Luiz Felipe, também de volta após defender o Resende na série A, começou como opção no banco de reservas.

Exatamente Luiz, o volante Rafael e o meia Jefferson foram as novidades para a segunda etapa. Com as alterações, Sergio Gomes voltou à posição original. Além de Rodrigo, Jeffinho e Afonso foram substituídos. O Friburguense abriu o placar quando Jarles recebeu de Lohan em velocidade, pela direita, foi ao fundo e cruzou forte, à meia altura. O zagueiro tentou afastar diante da chegada de Gleison, e acabou tocando contra o próprio patrimônio. O trio ofensivo voltou a funcionar, quando Gleison fez jogada pela direita e rolou para Lohan na grande área. O centroavante tentou se livrar da marcação e foi derrubado. Pênalti cobrado e convertido pelo próprio Lohan, aos cinco minutos. Pouco depois, ele quase balançou as redes novamente em chute de fora da área.

A movimentação do ataque tricolor funcionou de fato na etapa final. Lohan, Jefferson, Jarles e Gleison se revezavam pelo meio e pelas pontas, chegando ao fundo com certa facilidade, especialmente pelo lado direito. As chances se multiplicavam, e Lohan, Gleison e Jarles tiveram oportunidades. Novas alterações foram feitas, e Ziquinha e Ricardo foram a campo nas vagas de Jarles e Lohan. Everton substituiu Lucas Toledo, e Gleison deixou o campo para a entrada de João Victor, Matheus entrou na vaga de Gabriel e Alex na de Sergio Gomes. Antes do apito final, uma pintura para definir o marcador: Ziquinha acertou belo chute, da intermediária, no ângulo direito do goleiro. A bola ainda tocou a trave antes de entrar.

O Friburguense atuou com Afonso (Luiz Felipe); Rodrigo (Rafael), Bidu, Bruno e Gabriel (Matheus); Sergio Gomes (Alex), Lucas Toledo (Everton), Jeffinho (Jefferson) e Gleison (João Victor); Jarles (Ziquinha) e Lohan (Ricardo).

Bidu destaca evolução física e posse de bola do Friburguense

Um teste à altura do desafio do Friburguense. O jogo-treino contra o Barcelona foi encarado como uma prévia dos desafios que o Tricolor vai encontrar a partir de 13 de maio, e por isso, os jogadores valorizaram o resultado. Um dos mais experientes do elenco, o volante Bidu destacou a evolução física e a posse de bola da equipe.

“Nós temos trabalhado muito com a Paula [Ana Paula Siqueira, preparadora física] e com a comissão técnico, e demonstramos uma grande evolução no amistoso. Tivemos posse de bola e marcamos bem, duas coisas que o Merica vem nos cobrando bastante. Enfrentamos um adversário da mesma divisão que a nossa, e construímos um bom resultado. Estamos no caminho certo para fazermos uma bom jogo contra o Goytacaz.”

Um dos líderes do elenco e capitão na ausência de Cadão, Bidu lembra ainda o processo constante de renovação do elenco. Nomes como o de Lucas Toledo e de Jarles começam a ganhar espaço, e devem aparecer no time titular de Merica. “Esse é o legal do Friburguense, essa renovação constante. São garotos que a gente acompanha desde cedo, quando eles chegam aqui ainda muito jovens. Acompanhamos a evolução, e é motivo de muita alegria tê-los na nossa equipe, se firmando no time principal.”

  • Responsável pela criação, Gleison buscou o jogo diante da forte marcação adversária

    Responsável pela criação, Gleison buscou o jogo diante da forte marcação adversária

  • Lucas Toledo briga pela bola: lateral, que tem atuado como volante, se firma no time titular

    Lucas Toledo briga pela bola: lateral, que tem atuado como volante, se firma no time titular

  • Merica testou diversas peças diante do Barcelona: time demonstra evolução na reta final de preparação

    Merica testou diversas peças diante do Barcelona: time demonstra evolução na reta final de preparação

TAGS: Friburguense