Friburguenses representam estado em concurso de sustentabilidade

Engenheiros Sem Fronteiras estão entre os finalistas; prazo para votação termina nesta sexta
quinta-feira, 22 de março de 2018
por Dayane Emrich (dayane@avozdaserra.com.br)
Friburguenses representam estado em concurso de sustentabilidade

O projeto Casa de Educação para Sustentabilidade -- do grupo Engenheiros Sem Fronteiras (ESF), do qual participam jovens friburguenses -- está entre os finalistas do Concurso Nacional Educar para Transformar, do Instituto MRV. O prazo para votação termina nesta sexta-feira, 23. Os quatro projetos vencedores, entre os 13 pré-selecionados, serão divulgados na próxima terça-feira, 27, e receberão R$ 80 mil, cada, para investir e tornar as propostas realidade.

Desenvolvido por alunos, professores do curso de Engenharia de Produção e engenheiros do núcleo do ESF de Rio das Ostras, o projeto tem como objetivo criar um espaço que funcione como centro para palestras, treinamentos e workshops para a comunidade, focado nos alunos e professores da rede básica de ensino. A proposta é que o local seja construído utilizando técnicas de bioconstrução, como o superadobe, que se baseia na utilização de terra ensacada como alternativa à alvenaria tradicional.

De acordo com o grupo, além do caráter sustentável e tecnológico, o projeto possui uma aproximação direta com a comunidade local através de uma parceria consolidada com a Universidade Federal Fluminense – campus Rio das Ostras.  Com um ambiente educacional interativo, a ideia é que a Casa de Educação proporcione à comunidade informações sobre sustentabilidade por meio da experimentação dos processos de bioconstrução, agricultura e reciclagem.

Segundo os idealizadores, a Casa de Educação para a Sustentabilidade, único projeto representando o estado do Rio de Janeiro, permitirá maior alcance das ações do ESF/Rio das Ostras na educação socioambiental e uma ação contínua de atendimento a comunidade de até 1.600 pessoas/mês. Os impactos esperados compreendem a mudança da cultura e da mentalidade do público atendido pelo centro.

A avaliação dos projetos será realizada por uma comissão que levará em conta critérios como a realidade da comunidade, áreas de atuação do programa, potencial inovador, entre outras características. Mais informações  podem ser obtidas pelo site www.institutomrv.com.br. Somente através do site é possível também votar no projeto “Casa de Educação para a Sustentabilidade”, criado pelo grupo que reúne jovens de Nova Friburgo, e ajudar a tornar a proposta uma realidade.

Sobre o Educar Para Transformar

Esse é o terceiro ano consecutivo que o Instituto MRV realiza a chamada para o programa Educar para Transformar e desta vez tem como mote "Educação transformadora com foco no desenvolvimento sustentável”. O programa busca propostas que associam educação aos três pilares do desenvolvimento sustentável: social, ambiental e econômico.

Durante sete meses, os projetos selecionados recebem aporte financeiro e suporte da equipe MRV, que atua em encontros presenciais e virtuais, auxiliando no desenvolvimento, capacitando em novos conteúdos e acompanhando a aplicação dos recursos.

 

TAGS: