Friburguense conquista o cinturão de muay thai em mundial na Itália

Lucas Prestes foi campeão na categoria até 64 quilos. Guilherme Garcia ficou em terceiro na categoria até 70 quilos
terça-feira, 25 de julho de 2017
por Guilherme Alt
Lucas e Guilherme comemoram em Roma (Foto: Álbum pessoal)
Lucas e Guilherme comemoram em Roma (Foto: Álbum pessoal)

Dois friburguenses foram destaque no Campeonato Mundial de Muay Thai realizado na Itália no início do mês. Lucas Prestes foi campeão mundial na categoria até 64 quilos e Guilherme Garcia foi o terceiro colocado.

Os atletas disputaram pela primeira vez o campeonato e não decepcionaram. Lucas e Guilherme fazem parte da seleção brasileira de muay thai que levou para a Europa dez atletas. A seleção foi um dos destaques no Mundial, trazendo pra casa nove cinturões.

“Não foi fácil, mas com todo aprendizado que nosso mestre tem nos ensinado colocamos em prática e demos o nosso melhor”, disse Lucas em depoimento à redação de  A VOZ DA SERRA. De acordo com o atleta, a experiência foi única e a ficha ainda não caiu. “Nunca tinha saído do Brasil e nunca imaginei fazer uma viagem dessas. Estou sonhando acordado. Um sentimento tão bom de ser campeão que é até difícil se expressar”, comemora Lucas.

Para Guilherme Garcia, a experiência com a cultura italiana foi muito positiva. “A Itália é um país encantador, tudo muito lindo e os italianos são extremamente receptivos. Fomos muito bem acolhidos e queridos por todos”, disse o atleta, que ficou impressionado com o tratamento dirigido aos brasileiros. “Eles adoram brasileiros. Tirei uma experiência fantástica de lá. O convívio com outra cultura é algo surreal”, disse.  

“O Guilherme e o Lucas vieram de um 2016 exaustivo. Ano passado eles lutaram praticamente o tempo todo. Tudo isso para provar que eles tinham condições de fazer parte da seleção brasileira. E não decepcionaram. Nossos resultados foram excelentes. Dos dez atletas, nove foram campeões mundiais e conquistamos um terceiro lugar com o Guilherme.”, afirmou mestre Celso Martins, presidente da Confederação Brasileira de Muay Thai Profissional (CBMTP).

Mestre Celso contou que o resultado foi tão positivo que outras competições internacionais já estão no calendário dos atletas. “Estamos com o moral lá no alto. Depois desse torneio na Itália fomos convidados para disputar outro mundial na Alemanha”, comemorou o presidente da CBMTP.

Mesmo tendo garantido vaga na competição da Itália, a presença dos atletas em solo europeu era incerta. Para realizar o sonho de lutar fora do Brasil, Lucas e Guilherme tiveram que correr atrás de patrocínios que pudessem custear a estadia dos dois. “Não podemos deixar de agradecer o apoio e incentivo das empresas que acreditaram na gente. Os patrocínios nos ajudaram muito no que diz respeito à estadia, alimentação e translado. Uma parte nós gastamos do nosso bolso, mas nada seria possível sem patrocinadores família e amigos. Agora mais do que nunca vamos treinar forte para as próximas competições e mostrar que o investimento feito valeu a pena”, agradeceram os atletas.

 

TAGS: