Friburgo foi o 6º destino mais visitado no estado por turistas estrangeiros em julho

Na Região Serrana, cidade perde apenas para Petrópolis; outros destinos mais procurados são Búzios, Paraty, Niterói e Ilha Grande
sexta-feira, 16 de agosto de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
A Praça do Suspiro, um dos pontos turísticos mais interessantes de Friburgo (Foto: Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
A Praça do Suspiro, um dos pontos turísticos mais interessantes de Friburgo (Foto: Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

A Associação dos Embaixadores de Turismo do Rio de Janeiro e o Portal Consultoria em Turismo realizaram, de 5 a 25 de julho, uma pesquisa com mil turistas internacionais que visitavam a cidade do Rio de Janeiro naquele mês. O objetivo era identificar o perfil do turista estrangeiro que visitou a capital fluminense no mês de julho. Os 20 pesquisadores realizaram a pesquisa em sete bairros: Jacarepaguá, Barra da Tijuca, Leblon, Ipanema, Copacabana, Catete e Centro.

A pesquisa aponta que o perfil da maioria dos turistas que visitaram o Rio no período é de homens (60%), na faixa etária de 26 a 40 anos de idade (43%), com ensino médio completo (50%), organizaram a viagem por conta própria (73%), ficaram hospedados em hotéis (42%) e voltariam à cidade em outras oportunidades (85%).

Os locais mais visitados por esses turistas foram: Pão de Açúcar (34%), Corcovado (29%), Santa Teresa (18%), Lapa (14%) e as praias cariocas (5%). A maioria também elegeu o sistema de metrô (28%) como um ponto positivo da cidade, seguido pela população anfitriã (21%), outra marca registrada do povo carioca e brasileiro, em geral.

Por outro lado, esses mesmos turistas também apontaram os principais pontos negativos do Rio. Na visão deles, a principal mazela da cidade é a população de rua (37%), seguido pelo grande número de ambulantes nas ruas (28%), a limpeza da cidade (18%), a qualidade das informações turísticas (12%) e o serviço de táxis (5%).

Nova Friburgo recebeu parte desses turistas

Mas não foi apenas a capital do estado que recebeu a visita de turistas de pelo menos 12 países durante o mês de julho. Nova Friburgo, por exemplo, que nesse período de inverno vive sua alta temporada em termos de turismo, foi o sexto destino mais visitado no estado por turistas estrangeiros. Dos mil  visitantes ouvidos pela pesquisa, 4% também vieram a Nova Friburgo, ou seja, cerca de 40 pessoas.

Na Região Serrana, Nova Friburgo perde apenas para Petrópolis, destino procurado por 30% dos turistas estrangeiros que participaram da pesquisa. Búzios (17%), Paraty (15%), Niterói (13%) e Ilha Grande (11%) também aparecem na lista.

Os resultados da pesquisa:

Gênero

  • 60% homem
  • 40% mulher

Faixa etária

  • 14% 18-25 anos
  • 43% 26-40 anos
  • 34% 41-60 anos
  • 9% mais de 60 anos

Grau de escolaridade

  • 35% nível superior
  • 50% nível médio
  • 15% nível elementar

Origem do fluxo turístico

  • 18% Estados Unidos
  • 16% Portugal
  • 13% Argentina
  • 11% França
  • 9% Reino Unido
  • 8% Chile
  • 7% Alemanha
  • 5% Peru
  • 6% Itália
  • 3% Japão
  • 2% Espanha
  • 2% Canadá

Gasto médio por dia

  • 36% Até U$ 140
  • 48% De U$ 140 a U$ 260
  • 16% Mais de U$ 270

Meio de transporte

  • 85% aéreo
  • 15% rodoviário

Organização da viagem

  • 73% por conta própria
  • 27% através de agência de viagens

Forma de hospedagem

  • 42% Hotel
  • 30% Airbnb
  • 15% aluguel de apartamento por temporada
  • 9% hostels
  • 4% casa de amigos

Locais de interesse turístico mais visitados

  • 34% Pão de Açúcar
  • 29% Corcovado
  • 18% Santa Teresa
  • 14% Lapa
  • 5% praias

Principais pontos positivos

  • 28% metrô
  • 21% população anfitriã
  • 18% segurança nas áreas turísticas
  • 14% ordenamento das praias
  • 12% gastronomia 
  • 7% eventos culturais gratuitos

Principais pontos negativos

  • 37% população de rua
  • 28% ambulantes
  • 18% limpeza da cidade
  • 12% informações turísticas
  • 5% serviço de táxi

Grau de satisfação com a viagem

  • 85% retornaria ao Brasil
  • 15% não retornaria

Outras cidades visitadas no estado

  • 30% Petrópolis
  • 17% Búzios
  • 15% Paraty
  • 13% Niterói
  • 11% Ilha Grande
  • 4% Nova Friburgo

 

TAGS: Turismo