Friburgo e Maricá se unem para incentivar o turismo rural

Equipe da cidade litorânea veio conhecer o potencial turístico e sócio-econômico de regiões agrícolas
quarta-feira, 14 de agosto de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Agricultura em Salinas (Arquivo AVS)
Agricultura em Salinas (Arquivo AVS)

A Secretaria Municipal de Agricultura de Nova Friburgo recepcionou essa semana  uma comitiva da Prefeitura de Maricá que subiu a serra para fortalecer o intercâmbio já iniciado entre os dois municípios, desta vez, com o intuito de incentivar o turismo rural. O secretário de Agricultura de Nova Friburgo, José Adilso Medeiros, que já esteve em Maricá participando do intercâmbio, levou a equipe da cidade litorânea para conhecer o potencial turístico e sócioeconômico de regiões agrícolas do distrito de Campo do Coelho e o polo de floricultura da localidade de Vargem Alta, no distrito de São Pedro da Serra, ambos com grande apelo turístico.  

O secretário de Agricultura de Maricá, Júlio Carolino, e a coordenadora do projeto Agricultura Familiar, Franciele Ribeiro Teixeira, conheceram algumas propriedades rurais friburguenses e, na ocasião, o secretário José Adilso manifestou o interesse em trocar experiências com a Prefeitura de Maricá para fazer da agricultura mais um atrativo para os visitantes. “Nos município com forte produção rural, o turismo também está incluído na agricultura. O turismo rural é muito importante e comum às duas cidades. Vamos conversar e ver o que está funcionando em Maricá e em Nova Friburgo, trocar experiências e colher frutos nesse setor”, destacou Adilso. 

Já Franciele explicou como desenvolve a agricultura familiar em Maricá. Ela é responsável pelo cadastramento dos agricultores familiares, que fornecem a merenda escolar para a rede municipal. Em contrapartida a prefeitura se incumbe da manutenção de caminhões e documentação fiscal, entre outros detalhes. Em Maricá, a prefeitura mantém ainda uma fazenda agroecológica, que funciona desde o ano passado e que também será destinada ao turismo rural, além de possuir uma casa de farinha, uma queijaria e um restaurante em parceria com o Sebrae e o Senac. 

Ainda segundo Franciele, futuramente famílias de agricultores de Maricá serão incorporadas para produzir nessa fazenda, recebendo todo o suporte técnico necessário. Numa primeira fase, já foram colhidas dez toneladas de melancia e oito mil quilos de abóbora, além de aipim.

 

TAGS: Turismo