Festival da Sustentabilidade continua neste fim de semana cheio de atrações

Nova tecnologia promete revolucionar a construção civil baixando custo de obras em até 60%
sábado, 08 de setembro de 2018
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
O Festival da Sustentabilidade neste sábado (Fotos: Henrique Pinheiro)
O Festival da Sustentabilidade neste sábado (Fotos: Henrique Pinheiro)

O Festival da Sustentabilidade  que começou nesta sexta-feira, 7, já atraiu centenas de pessoas que passeiam pela Teatro Municipal Laercio Ventura, pelo estacionamento do teatro e pelo Anfiteatro, na Praça do Suspiro.

O evento, gratuito, vai até este domingo, 9, com palestras, workshops, shows e uma variedade de estandes com produtos sustentáveis.

Na manhã deste sábado, a palestrante Carolina Galdeano falou sobre “por que consumir alimentos orgânicos e inovação e sustentabilidade nos momentos de consumo de alimentos industrializados”.

No estacionamento, crianças da escola Pontinha do Sol também fizeram uma apresentação muito aplaudida pelos presentes.

A tônica do Festival da Sustentabilidade é a educação, com o objetivo de conscientizar as atuais e novas gerações sobre a necessidade de preservar os recursos naturais do planeta, engajá-las na questão ambiental, reciclar não apenas o lixo como também a mente e transmitir conhecimento.

Pela primeira vez, será realizado o Concurso Estudantil de Projetos Sustentáveis do Sílabas, com a participação de estudantes de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil em projetos de bioconstrução, arquitetura vernacular e eco-soluções. O desafio é “deselitizar” a arquitetura sustentável e propor empreendimentos de interesse social que apresentem alguma busca por eficiência energética.

A Firjan e o Senai selaram uma parceria e colocaram na frente da feira uma carreta com  workshops apresentando uma nova tecnologia na área de arquitetura e urbanismo. Roberto Pagnoncelli, arquiteto e urbanista, lida com a parte de desenho no Senai de Nova Friburgo. Ele é o responsável por explicar e apresentar ao público essa nova plataforma, que já existe no mundo todo e que está sendo introduzida no Brasil.

“A Firjan e o Senai me encarregaram de divulgar a Plataforma BIM, modelagem informatizada. É uma plataforma completa que dá informações para quem está construindo uma casa, um prédio, dos materiais a serem utilizados nessa obra, quem fabricou o material, o site, preço, medidas. Com isso, você consegue fazer um edifício todo vinculado e é daí que vem a parte da sustentabilidade. Porque o sistema dá a informação precisa de quanto será utilizado de determinado material, o custo, onde será melhor aplicado, evitando desperdício e um possível erro, que, para ser corrigido, teria de ser refeito todo um trabalho”, explica Roberto.

A tecnologia vai ser introduzida aos poucos no mercado brasileiro. “Todas essas empresas vão ter que se adaptar a essa nova plataforma. Ela dá informações de todas a propriedade, seja coeficiente térmico, coeficiente de calor, vidro se é translúcido ou opaco. É algo muito abrangente. No Brasil temos em São Paulo um edifício projetado com essa tecnologia. O resultado foi um custo de 60% a menos”, conta o arquiteto-urbanista.

O BIM corresponde a sete dimensões, segundo Roberto: “1D é um ponto no espaço, 2D é um desenho em duas dimensões, 3D é um desenho em três dimensões, 4D seria o tempo, em quanto tempo faríamos o desenho do prédio, 5D seria o custo para fazer o prédio, 6D é a sustentabilidade e a 7D, o gerenciamento”.

Na carreta Firjan-Senai será realizado um workshop neste sábado, 8, às 15h. A carreta ficará disponível para visitação e para quem quiser tirar dúvidas até este domingo, 9.

“A carreta é uma sala de aula ambulante e nela as pessoas terão a oportunidade de fazer um workshop sobre a tecnologia e vão poder experimentar trabalhar com o programa”, explicou Roberto.

A entrada é gratuita.  Apenas as palestras do Sílabas são pagas e as inscrições podem ser feitas aqui ou pelo site oficial do evento. Em Friburgo, o evento é organizado pelo Instituto Pindorama, Tibá e BR4 Branding e Eventos.

A PROGRAMAÇÂO DAS PALESTRAS SÍLABAS:
 

SÁBADO, 8

Palestras no Espaço do Senai

  • 14h - Alimentos diferenciados no mercado de orgânicos – Leonardo Oliveira

  • 15h - Arquitetura Sustentável – Myrthes Marcele

  • 16h - Como utilizar a energia solar e eficiência energética para reduzir custos – Marcio Américo

 

DOMINGO, 9

Palestras Sílabas - Tema: Para além do sustentável; empoderamento feminino

10h - Arquitetas Sem Fronteira – Luiza Silva

10h50 - Claudia Visoni - Agricultura Urbana Comunitária

11h40 - Arquitetura na Periferia – Carina Guedes ASF (Arquitetas sem Fronteiras)

12h30 - Monica Passarinho – Permacultura na Escola

A PROGRAMAÇÃO MUSICAL:

Sábado, 8:

  • 14h - João de Paula (Old Rock)

  • 16h - MPB

  • 18h - Pedro de Paula (Rock Nacional)

  • 20h - Newton Couto, Marcelinho Braune e Daniel Vianna (Old Rock and Classics)

  • 22h - Capitão X (Rock)

Domingo, 9:

  • 14h - Hiroshi Seo

  • 16h - Newton Couto (Classic Rock)

  • 18h - Vivianne Lisboa (Clássicos do Rock Nacional)

  • 20h - Marcelinho Braune e Daniel Viana (Rock)

 

TAGS: festival | Meio Ambiente