Estradas estaduais da região ainda à espera por obras

Enquanto isso, na Região dos Lagos, obras de infraestrutura em rodovias estão em andamento
sábado, 26 de outubro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Lombadas no asfalto da RJ-130 (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)
Lombadas no asfalto da RJ-130 (Arquivo AVS/ Henrique Pinheiro)

O governador Wilson Witzel e o vice-governador Cláudio Castro visitaram, na última quinta-feira, 24, as obras de infraestrutura que estão sendo realizadas nas rodovias estaduais RJ-104 e RJ-106, na Região dos Lagos. A cargo do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ), as intervenções em duas das principais vias da malha viária fluminense somam, aproximadamente, 32 quilômetros de obras. Ao todo, serão investidos R$ 81 milhões nestes trechos, que vão ajudar no incremento do turismo na Região da Costa do Sol, além de auxiliar no escoamento de mercadorias e na mobilidade local.

Witzel também esteve na RJ-104, na altura de Tribobó, em São Gonçalo. Nesta rodovia, as intervenções, que começaram no dia 20 de setembro, englobam os serviços de restauração de pavimento de grande parte da rodovia. Serão investidos cerca de R$ 41 milhões na revitalização da rodovia, que contempla serviços de pavimentação, drenagem, terraplenagem e obras especiais em viadutos. 

O DER não informou quando terão início as obras de infraestrutura nas rodovias que cortam as regiões Serrana e Centro-Norte fluminense. Os motoristas que trafegam por elas partindo de Nova Friburgo reclamam da falta de manutenção das estradas como as RJs 130 (Tere-Fri), 142 (Serramar) e 150 (Friburgo-Amparo-São José do Ribeirão) que oferecem riscos aos motoristas e pedestres devido a grande quantidade de buracos, falta de recapeamento, desníveis nas pistas e falta de acostamentos. No início do ano, o órgão recebeu cerca de R$ 120 milhões do Detran para investir nas estradas estaduais.

Funcionários do DER iniciaram recentemente uma obra às margens da RJ-142, no trecho entre os distritos de Mury e Lumiar, onde já ocorreram quedas de encostas nos últimos anos. O órgão não informou se a obra em questão consome recursos oriundos do Detran. Segundo o DER a intervenção na Estrada Serramar deve ser concluída em abril de 2020. Nas RJs-130 e 150 é o excesso de buracos que mais preocupa. Operações periódicas de tapa-buracos não têm solucionado o problema.  

 

TAGS: obra | Trânsito