Estado lança desafio com prêmios para estudantes de 13 a 18 anos

Ganhadores vão conhecer um centro de tecnologia no Rio e o Maglev-Cobra, trem de levitação magnética
sábado, 19 de outubro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
O Maglev-Cobra (Foto: O Globo)
O Maglev-Cobra (Foto: O Globo)

Terminam nesta segunda-feira, 21, as inscrições para o desafio Bio RJ, iniciativa da Secretaria estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, que quer incentivar a cultura empreendedora entre os estudantes e provocar questionamentos sobre conceitos de sustentabilidade, inovação e tecnologia. Os alunos precisam ter de 13 a 18 anos completos para participarem do desafio. 

A missão é apresentar uma proposta de produtos ou serviços inovadores para promover cidades mais sustentáveis. Para isso, devem explicar qual é o problema que será trabalhado, a solução e quais benefícios a proposta trará para a economia e para a população. As inscrições podem ser feitas no site http://desafiobio.rj.gov.br/. 

Os autores das dez melhores propostas receberão como premiação um certificado do secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, Leonardo Rodrigues, e farão uma visita guiada ao Centro Nacional de Biologia Estrutural e Bioimagem (Cenabio) e terão a oportunidade de conhecer o Maglev-Cobra, veículo de levitação magnética desenvolvido na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o primeiro a transporte passageiros no mundo. 

O desafio Bio RJ é uma das atividades desenvolvidas pelo governo do Estado do Rio para a 16ª Semana Nacional da Ciência e Tecnologia (SNCT), que acontece desta segunda-feira ao próximo dia 27. A cada ano um assunto é tema da semana; neste, o escolhido foi “Bioeconomia: Diversidade e Riqueza para o Desenvolvimento Sustentável”. 

A SNCT é considerada o maior evento de popularização da ciência no Brasil. A iniciativa é coordenada pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações que, por meio da participação de universidades e instituições de pesquisa, secretarias municipais e estaduais, além de outras instituições, cria um cadastro de atividades que acontecem durante todo o mês no país.

“É importante a popularização da ciência, por meio de programações como as que estamos fazendo na secretaria, para mostrar à sociedade que devemos ter a ciência como aliada para a nossa evolução. Devemos a ela grande parte das nossas conquistas nos campos da saúde, energia, alimentação e muitos outros”, disse o secretário Leonardo Rodrigues.

 

TAGS: Educação