Estado do Rio passa a ter generais na PM e no Corpo de Bombeiros

Decreto cria cargo honorífico que beneficia de imediato Rogério Figueiredo e Roberto Robadey, comandantes das duas corporações
quinta-feira, 01 de agosto de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Witzel abraça Robadey durante a cerimônia de condecoração (Arquivo pessoal)
Witzel abraça Robadey durante a cerimônia de condecoração (Arquivo pessoal)

Um decreto assinado esta semana pelo governador Wilson Witzel incluiu a patente de general na PM e no Corpo de Bombeiros do estado.  A patente de general nas duas corporações passa a figurar como uma referência honorífica no Estado do Rio de Janeiro. Assim, o secretário de Estado de Polícia Militar, Rogério Figueiredo, e o secretário de Estado de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Roberto RobadeyJr, passam a desempenhar a função de “general honorífico”. A patente de general não interfere no poder do governo federal de legislar sobre a PM e os bombeiros. 

O governador Wilson Witzel justifica que a criação da patente segue os moldes de forças armadas e vai colaborar para  "o fortalecimento da disciplina, valorização profissional e melhor organização administrativa", sem aumentar o salários dos atuais comandantes da PM e do Corpo de Bombeiros.  A criação da nova patente, segundo Witzel, já havia sido discutida com o presidente Jair Bolsonaro. “Ter generais no quadro das corporações facilitará a escolha dos futuros comandantes das corporações”, acrescentou o governador.

Caso os secretários sejam exonerados, eles manterão o titulo de general até a aposentadoria. O decreto determina ainda que ficará a cargo das corporações determinar os uniformes, distintivos, insígnias, emblemas, peças e acessórios de uso privativo dos generais bombeiro militar ou policial militar.

 

TAGS: