Escritor Mário Magalhães lança livro nesta sexta em Friburgo

Em “Sobre Lutas e Lágrimas – Uma Biografia de 2018”, jornalista reconta episódios marcantes do ano
quinta-feira, 19 de setembro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Mario Magalhães (Foto: Daniel Ramalho)
Mario Magalhães (Foto: Daniel Ramalho)

A morte brutal da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a eleição de Jair Bolsonaro... Foram tantos episódios marcantes ocorridos apenas em 2018 que o ano virou personagem no livro “Sobre Lutas e Lágrimas - Uma Biografia de 2018” (Record), que o jornalista e escritor Mário Magalhães lança nesta sexta-feira, 20, às 18h, na livraria Sabor de Leitura, no Centro de Nova Friburgo.

Tal como Zuenir Ventura fez no clássico “1968 - O Ano Que Não Terminou”, Magalhães reconta na sua obra a história de 2018, que não passará tão cedo. O jornalista decidiu escrever “Sobre Lutas e Lágrimas” enquanto fazia colunas semanais para o “The Intercept Brasil”, site independente que iniciou em 9 de junho deste ano a #VazaJato, revelação de mensagens trocadas entre integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato e o juiz Sérgio Moro. 

Muitos dos textos assinados por ele no ano passado foram retrabalhados para o livro, mas alguns dos principais capítulos são inéditos. Misto de ensaio, reportagem, artigo e crônica, o livro analisa com criticidade e, por vezes, emoção, fatos que viu se desenrolar enquanto arrumava as palavras. Uma narrativa nascida no meio do furacão. “É um livro indignado, em um tempo que exige indignação”, escreveu o escritor.

Mas ao contrário do que se pode pensar, o autor não traz uma narrativa apenas de oposição à história dos vencedores da eleição. Crítico dos derrotados, o jornalista analisa que “Lula e seus pares se prepararam para a eleição como o general que se arma para a próxima guerra supondo que ela mimetizará a anterior”. Para ele, ainda levará muito tempo e serão necessárias diferentes análises até que se chegue a uma conclusão “sobre o mal que se abateu sobre nós”.

Autor da biografia de Marighella

Mário Magalhães trabalhou nos jornais O Globo, O Estado de S. Paulo e Folha de S.Paulo, diários em que foi repórter especial, colunista e ombudsman. Recebeu 25 prêmios jornalísticos e literários no Brasil e no exterior, entre eles Every Human Has Rights Media Awards, Prêmio Esso de Jornalismo e Prêmio Jabuti. É autor da biografia “Marighella: O guerrilheiro que incendiou o mundo”, obra que inspirou o filme cujo estreia foi cancelada, no país, na semana passada. 

 

TAGS: Literatura