Equipe friburguense de taekwondo conquista medalhas em Casimiro

Já Gilberto Frossard vence duas categorias do Sulamericano de Kickboxing
quinta-feira, 21 de novembro de 2019
por Vinicius Gastin
Giovanni e equipe conquistam mais resultados importantes para o taekwondo de Nova Friburgo
Giovanni e equipe conquistam mais resultados importantes para o taekwondo de Nova Friburgo

Eles viajam pelo Estado e representam Nova Friburgo nas mais variadas competições de taekwondo. Além, obviamente, de serem os anfitriões na já tradicional Copa Edmond, realizada anualmente em Nova Friburgo. Os alunos de Giovanni Carvalho, sempre acompanhados pelo mestre, também competidor durante a maioria dos eventos, voltaram a brilhar e conquistaram cinco medalhas na disputa da I Copa de Taekwondo, promovida no município de Casimiro de Abreu. 

Dentre o total de conquistas, foram três medalhas de ouro e outras duas de prata. Os campeões foram os atletas Jonathan da Silva, na modalidade luta e Ayra Gabriela, no Poonsae, categoria onde o Mestre Giovanni também ganhou o primeiro lugar. Carlos Henrique Huguenin e Marcos Vinícius foram vice-campeões na modalidade luta.

“Fiquei feliz com os resultados, pois com esse objetivo, além de sempre também aprimorar as nossas técnicas e representar a nossa cidade. A melhor luta dos faixas pretas foi a do meu discípulo Jonathan da Silva, levando seu adversário ao nocaute técnico aos 20 segundos do segundo round. Agradeço ao apoio de A VOZ DA SERRA por estar dando credibilidade aos esportes em geral, e também ao meu patrocinador, a Stam, que me apoia há 22 anos”, resume Giovanni Carvalho.

A participação destacada em Casimiro de Abreu é mais um dos bons momentos vividos pelo mestre e seus alunos em 2019. Recentemente, a 22ª edição da Copa Edmond de Taekwondo Nova Friburgo contou com a participação de aproximadamente 150 atletas, vindos da várias regiões circunvizinhas e estados. 

O Projeto TKD Vencedor Cristão foi o campeão, seguido pela Academia New Fight e União Macaé. Já na categoria Poonsae, a equipe Webson TKD levou a melhor e conquistou a primeira colocação, seguida pelo Projeto TKD Vencedor Cristão e a Escola Joelson TKD.

A Copa Edmond de Taekwondo é uma homenagem a um dos mais consagrados atletas friburguenses na modalidade. A primeira edição, realizada em 1º de setembro de 1996, reuniu 11 academias e um total de 200 atletas nas categorias mirim, infantil, juvenil, adulto e master. Desde então, a Copa Edmond acontece anualmente. A edição de 2020 está prevista para acontecer no dia 25 de outubro. 

Já o jovem e talentoso Gilberto Frossard (foto) continua brilhando pelo mundo e escrevendo o seu nome na história do kickboxing. O lutador participou, no último fim de semana, do 11° Campeonato Sulamericano de Kickboxing, em Lima, no Peru, e mais uma vez conseguiu se destacar. 

Representando a equipe Kickboxing da Serra, o Brasil e Nova Friburgo, Gilbert foi campeão em duas modalidades diferentes, a kick light e a light contacto, na categoria de 13 a 15 anos, + 69 quilos, de faixa branca a preta. Vale ainda destacar que o jovem friburguense venceu um venezuelano faixa preta, sendo ainda faixa verde na modalidade. 

“Estou muito feliz com essas conquistas, e agradeço ao apoio de todos, que foi fundamental para esse momento. Agradeço a Prefeitura de Nova Friburgo, o estúdio Ed Barros, a nutricionista Louise Asth, a academia Ramos, Dr. Shape, Schuaber Barber Shop, Raphael Fisio, Estilo Livre e a Hela Fechaduras, fundamentais na preparação, além do carinho e torcida de amigos e familiares”, enumerou. 

No resultado geral, o Brasil, com apenas 60 atletas - número pequeno comparado ao Peru, que contou com cerca de 200 – conseguiu somar 51 medalhas de ouro, 14 de prata, seis de bronze e ficou em segundo lugar, atrás apenas do país anfitrião.

O jovem atleta iniciou suas participações em campeonatos com apenas nove anos de idade, e já possui um currículo cheio de experiências em diversos campeonatos. Campeão estadual diversas vezes, também já conquistou a Copa do Brasil, o Sulamericano em 2018 e outras competições. 

O interesse pela modalidade surgiu através do exemplo que veio de casa: o pai, também Gilberto, é professor de lutas. Iniciou a trajetória no kickboxing em 1994, competiu e depois passou a se dedicar a apenas ensinar os seus alunos. Em seguida, viu o filho iniciar no esporte aos sete anos e começar a competir aos nove.

Como forma de incentivo, e tendo o então pequenino como exemplo e inspiração, voltou às competições em 2012. Juntos, pai e filho vão elevando o nível do kickboxing no município, e fixando Nova Friburgo no topo de mais uma modalidade tradicional das artes marciais.

TAGS: