Emissão de carteira de identidade está suspensa no Detran-NF

Funcionários de empresa terceirizada que presta o serviço estão em greve por falta de pagamento de salários
quinta-feira, 11 de janeiro de 2018
por Karine Knust
Emissão de carteira de identidade está suspensa no Detran-NF

Quem foi ao posto de Identificação Civil do Detran em Nova Friburgo, na Rua Benjamin Constant, no bairro Duas Pedras, nos últimos dias certamente voltou para a casa sem conseguir ser atendido. É que há pelo menos um mês o serviço de emissão de carteiras de identidade está suspenso temporariamente na cidade. O motivo seria a falta de pagamentos à empresa terceirizada, Prol, que executa o serviço .

Os funcionários da empresa estariam sem receber seus salários há vários meses. O resultado desse atraso é uma greve ainda sem previsão para acabar. Para tentar minimizar os transtornos, as pessoas que vão ao posto do Detran para realizar o serviço estariam sendo orientadas a procurar as unidades de Cordeiro ou Cachoeiras de Macacu.

Apesar de terem postos na região fazendo a emissão da carteira de identidade, Nova Friburgo não é a única cidade do estado prejudicada com a paralisação do serviço. No Rio de Janeiro, por exemplo, postos de Identificação Civil de diversos bairros também estão com o serviço paralisado pela greve há cerca de três meses.

Em nota enviada nesta quinta-feira 11, à redação de A VOZ DA SERRA, o Detran informou que “já começou o processo para a rescisão do contrato e a contratação de uma nova empresa para que os serviços para a população sejam restabelecidos o mais rápido possível”. Ainda segundo o órgão, o Detran não pode realizar os pagamentos para a Prol devido a impedimentos jurídicos da empresa.

No final de 2017, o Detran rescindiu dois contratos com a Prol, que prestava serviços para as diretorias de veículos e de habilitação, por causa da “ineficiência na prestação de serviços e o não cumprimento das cláusulas contratuais”. O Detran não informou porém quando a nova empresa começará a atuar e os serviços serão restabelecidos. Nossa equipe tentou contato com a empresa Prol, mas não obteve retorno.

 

TAGS: