Domingo tem 1ª etapa do campeonato da Liga Serrana de Voleibol

Friburgo NFCC recebe equipes de Petrópolis, Teresópolis e Papucaia e Cordeiro
sexta-feira, 23 de março de 2018
por Vinicius Gastin (esportes@avozdaserra.com.br)
Equipes do Friburgo Vôlei treinam firme há algum tempo para a Liga Serrana e demais desafios de 2018
Equipes do Friburgo Vôlei treinam firme há algum tempo para a Liga Serrana e demais desafios de 2018

O sonho de reativar e incentivar a prática do voleibol na Região Serrana do Rio de Janeiro ganha um capítulo importante neste fim de semana. A Liga Serrana de Voleibol, criada com o objetivo de resgatar a prática da modalidade no interior do estado, terá a primeira etapa promovida neste domingo, 25, no Ginásio Paulo César Marra, no Nova Friburgo Country Clube.

Participam, além do Friburgo Vôlei/NFCC, as equipes Petrovôlei, Volley Cats, Papucaia Vôlei, Vôlei Petrópolis, Clube Comary (Teresópolis) e Cordeiro. De acordo com o regulamento, serão três etapas masculinas e outras três femininas, em diferentes municípios, com medalhas e troféus para cada uma delas, além de premiação para os destaques das etapas.

Esta primeira etapa será toda feminina. As partidas começam às 8h30, e as sete equipes foram divididas em dois grupos. A chave A conta com apenas três times – Friburgo Vôlei/Country Clube, Volley Cats e Papucaia -, enquanto o grupo B será formado por Petrovôlei, Vôlei Petrópolis, Clube Comary e Cordeiro.

De acordo com a programação, a grande final deve acontecer por volta das 17h40, e a premiação, às 18h30. “Com certeza o voleibol do interior do estado já está sendo beneficiado por esta movimentação das equipes que irão representar seus clubes e municípios com dedicação e afinco”, aposta Gustavo Costa, o Japa, técnico do Friburgo Vôlei e organizador da Liga Serrana.

Além da etapa friburguense deste domingo, 25, estão previstas rodadas nos dias 22 de abril, em Papucaia, no masculino; 20 de maio, em Cordeiro, no feminino; 10 de junho, em Teresópolis, para os homens; 8 de julho, em Petrópolis, para as mulheres, e finalmente, nos dias 15 de julho e 5 de agosto em Nova Friburgo, ambas para as equipes do masculino.

Entre os participantes, vale destacar o anfitrião voleibol de Nova Friburgo, com uma equipe muito experiente e com um reconhecido trabalho de base, além da equipe Papucaia Vôlei, comandada pelo professor Tenório, e da equipe Vôlei Petropolitano, dirigida pela professora Márcia Verônica Ferreira.

De modo geral, a Liga Serrana é considerada bastante promissora, por conta da expectativa de revelar equipes e atletas para voleibol amador do Rio de Janeiro.

Calendário repleto

Além da participação em competições tradicionais e a Liga Serrana como novidade, o Friburgo Vôlei apresenta um calendário completo para a temporada de 2018. As categorias mirim (sub-13) e infantil (sub-15), por exemplo, terão como desafio a participação na Liga Rio de Voleibol, brigando pelo título com equipes da região metropolitana do Rio de Janeiro em cinco etapas, realizadas em diferentes cidades do estado.

Já o infanto-juvenil (sub-18) e adulto femininos vão jogar mais uma edição da Liga de Voleibol do Estado do Rio de Janeiro (Liverj), competição que contará com transmissões ao vivo pela internet e com a participação de equipes de todo o estado do Rio. Serão várias partidas em calendário corrido, divididas em fase de classificação e fase final, tendo o encerramento previsto apenas para o mês de novembro. Em julho a equipe adulta feminina também participa da Taça Liverj, no município de Quissamã, com equipes da região sudeste do país.

No mês seguinte, o Friburgo Vôlei vai sediar a edição de número dois da Copa Country de Voleibol, com expectativa pela participação de oito equipes do estado do Rio de Janeiro, inclusive comemorando os 200 anos do município. Em setembro, o desafio é a disputa do Torneio Interegional de Voleibol em Minas Gerais, com equipes de quatro estados brasileiros.

Time masculino

Outra boa notícia para a equipe e para o voleibol municipal de um modo geral é a continuidade do processo de formação da equipe adulta masculina, que vai representar a cidade na Liga Serrana e em outras competições ao longo do ano.

A procura pelos treinamentos é considerada boa, e a formação do time está em processo acelerado. Apenas na segunda semana de atividades foi registrada a presença de 14 atletas, que irão compor o elenco durante o campeonato regional a partir de abril. As atividades acontecem na escola Miosótis, todas as sextas-feiras, das 19h às 21h.

“Nossa intenção é recolocar novamente o voleibol masculino adulto do município em condições de representar com excelência nossas famílias, instituição e cidade. Dentro do calendário estaremos disputando a Liga Serrana de Voleibol no primeiro semestre, e para o segundo, já estamos viabilizando a participação em competições municipais e regionais. O projeto está aberto a qualquer um que já tenha experiência dentro das quadras, mas principalmente, vontade de treinar conosco”, explica Gustavo.

O trabalho das escolinhas de formação também prossegue durante a temporada, com treinos às terças e quintas-feiras para meninos e meninas a partir de sete anos de idade. No caso das equipes, os interessados devem agendar um teste para serem avaliados.

“Para participarmos de todos esses compromissos precisamos do apoio de patrocinadores que irão contribuir não só para a formação técnica dos atletas, mas para também gerar um cidadão consciente capaz de mudar para melhor o meio ambiente onde vive. Temos um projeto com custos de apoio únicos para quem quiser nos ajudar. O meu telefone para contato, tanto para apoio quanto para outras informações, é o (22) 99875-3955”, pede Gustavo Costa.

 

TAGS: volêi