Detran Seguro vai aumentar fiscalizações nas ruas até o carnaval

Blitzes com apoio do Batalhão de Polícia Rodoviária da PM serão realizadas na capital e em vários municípios do interior
quarta-feira, 15 de janeiro de 2020
por Jornal A Voz da Serra
Detran Seguro vai aumentar fiscalizações nas ruas até o carnaval

Com vistas à segurança da população fluminense nas ruas e estradas do Estado do Rio durante as férias de verão até o carnaval, a operação Detran Seguro vai aumentar as fiscalizações nas ruas a partir dos próximos dias. As blitzes vão contar com o reforço de equipes do Batalhão de Polícia Rodoviária da Polícia Militar e serão realizadas tanto na capital, como em vários municípios do interior. O Detran, no entanto, não divulgou os locais das operações. 

“O projeto Detran Seguro faz parte da nossa programação de férias e Carnaval, quando aumenta significativamente o fluxo no acesso às praias, no entorno dos blocos de rua e no interior. Queremos que todos se divirtam em segurança. E para isso, é imprescindível que os veículos estejam em boas condições, desde os ônibus aos automóveis particulares”, explicou Antonio Carlos dos Santos, presidente do Detran.

A operação Detran Seguro terá quatro fiscalizações por dia, em pontos diferentes do Rio de Janeiro. “A presença do Batalhão de Polícia Rodoviária é importante porque são policiais especializados em trânsito e que também garantem a segurança da operação. Preservar a vida no trânsito é uma preocupação constante do governo do Estado do Rio de Janeiro e por isso vamos cada vez mais reforçar as ações do Detran Seguro”, acrescentou o presidente.

A operação 

Lançada em abril de 2019, a operação Detran Seguro verifica a documentação do veículo e do motorista e ainda itens indispensáveis para a segurança no trânsito: pneus, lataria, vidros, placas de identificação, farol, comandos de seta e aferição de gases poluentes. 

Caso haja alguma irregularidade, os proprietários recebem uma notificação e têm sete dias para apresentar ao Detran a regularização das infrações constatadas. Caso a reapresentação não aconteça dentro do prazo, as notificações são transformadas em multa, e o veículo recebe uma restrição administrativa. A partir daí, se for flagrado em circulação, será removido.

Em nove meses de atuação, os agentes do Detran fizeram 611 operações em todo o Estado do Rio, aplicaram 17.032 autos de infração e abordaram 29.616 veículos. As infrações mais comuns foram mau estado de conservação do veículo (33,66%), veículo com licenciamento anual em atraso (29.36%), conduzir veículo sem carteira de habilitação (7,15%), não portar os documentos obrigatórios (3,75%) e conduzir veículo com o lacre de identificação violado/falsificado (3,7%).

 

TAGS: Trânsito