DER-RJ inicia operação tapa-buraco em rodovias de Friburgo

No Carmo, Ministério Público teve que mover ação para que órgão recuperasse estradas de acesso
terça-feira, 27 de novembro de 2018
por Alerrandre Barros (alerrandre@avozdaserra.com.br)
DER-RJ inicia operação tapa-buraco em rodovias de Friburgo

Funcionários do Departamento de Estradas de Rodagem (DER-RJ) deram início esta semana a uma operação tapa-buracos em rodovias estaduais que cruzam Nova Friburgo. Os serviços de recapeamento começaram na RJ-150 (Friburgo - São José do Ribeirão, em Bom Jardim) e devem passar também pela RJ-130 (Friburgo - Teresópolis) e pela RJ-142 (Friburgo - Casimiro de  Abreu).

Nesta segunda-feira, 26, os agentes estavam cobrindo buracos no início da RJ-150, próximo à fábrica Haga, no Centro. Acesso à Chácara do Paraíso, a estrada está com asfalto repleto de desníveis provocados, segundo motoristas, por veículos pesados que trafegam pela via e também a chuva, que alaga trechos que não possuem sistema de escoamento da água. “A falta de manutenção do pavimento agrava a situação”, declarou um motorista que passava pela estrada sentido Centro.

De acordo com o DER-RJ, após conclusão do serviço na RJ-150, os agentes seguirão para a RJ-130, a Terefri, até o fim da semana. Eles vão atuar, sobretudo, no trecho entre Duas Pedras e o Córrego Dantas, em Friburgo, onde há muitos buracos. Em outubro, A VOZ DA SERRA mostrou que um desnível em frente ao Memorial SAF tem preocupado motoristas e pedestres.

“Eu quase caí aqui uma vez. Tinha um ônibus parado um pouco mais a frente e quando eu tentei ultrapassá-lo, esqueci do desnível e quase que eu fui parar debaixo do ônibus com a moto. Temos que estar sempre alerta, senão acaba perdendo o controle”, disse Sebastião Joaquim da Silva ao jornal na ocasião.

Em nota, o órgão que cuida da maioria das rodovias estaduais também informou que na próxima semana também vai realizar intervenções na RJ-142, a Serramar, onde os problemas também se repetem. Com a aproximação das festas de fim de ano e do verão, a tendência é que o número de veículos que passam pela estrada aumente. A via liga as regiões Serrana e dos Lagos.

MP move ação

O estado de conservação de rodovias estaduais piorou nos últimos anos por conta da crise nas finanças do governo estadual. O DER-RJ, assim como outros órgãos, ficou sem verba suficiente para manutenção do asfalto das pistas e sinalização. Com a melhora nas contas do estado, o órgão de trânsito voltou a atuar, mas em algumas vias a situação ainda é bastante crítica.

Este mês, o Ministério Público estadual obteve decisão liminar que obriga o DER-RJ a recapear trechos da RJ-144 e da RJ-160, que atravessam o município vizinho do Carmo. Na última quarta-feira, 23, o órgão publicou o edital de licitação de serviços técnicos especializados para elaboração de projeto básico de engenharia rodoviária destinado a restauração das estradas.

De acordo com o MP, a RJ-144 encontra-se em avançado estágio de degradação. "Qualquer motorista que percorre o trecho de 12 km compreendido entre o Centro de Carmo e Influência, bem como a rodovia RJ-160, no espaço de 15 km entre Influência e Córrego da Prata, constata que a estrada está tomada por buracos e não há condições mínimas de segurança aos usuários", destaca a ação.

Cerca de cem fotografias, realizadas pelo Grupo de Apoio às Promotorias (GAP/MPRJ) de Teresópolis para instruir a petição inicial, comprovam que diversos pontos carecem urgentemente de manutenção por causarem transtorno à população e prejuízos financeiros.

Outra preocupação apontada pelo MP é que há décadas o DER-RJ realiza, esporadicamente, apenas o recapeamento do asfalto das rodovias, o que provoca aumento das ondulações e desníveis no asfalto, pondo em risco diariamente todos que circulam nos locais. Ainda segundo ação, por outro lado, quando não existe essa manutenção, as crateras aumentam e os trajetos ficam intransitáveis.

 

TAGS: obra