CTU recém-inaugurado do Raul Sertã não adota classificação de risco

Estacionamento irregular também não tem fiscalização. Mobilidade Urbana planeja campanha de conscientização
terça-feira, 16 de julho de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
A fachada da nova recepção do CTU do Raul Sertã (Foto: Henrique Pinheiro)
A fachada da nova recepção do CTU do Raul Sertã (Foto: Henrique Pinheiro)

 

A Prefeitura de Nova Friburgo reinaugurou na última sexta-feira, 12, a nova recepção do Centro de Tratamento de Urgência (CTU) do Hospital Municipal Raul Sertã, após cerca de um ano e meio de obras, contando o período em que os trabalhos foram interrompidos. Segundo nota enviada pelo Executivo municipal, a nova recepção, cuja obra teve um custo total de R$ 167.190,33, foi totalmente reformada e conta com quatro novos computadores, uma sala de espera pediátrica, uma sala de espera para adultos, uma sala de acolhimento, seis banheiros novos, um letreiro com o nome do hospital na fachada, além de bebedouros e mobília nova.

Pouco antes da inauguração da obra, o estacionamento do Hospital Raul Sertã também recebeu atenção especial. Enquanto servidores da Secretaria Municipal de Serviços Públicos realizavam a poda de galhos e árvores para evitar acidentes e facilitar melhorias na iluminação do local, uma equipe da Secretaria Municipal de Ordem e Mobilidade Urbana (Smomu) pintou faixas no piso para organizar o estacionamento de veículos.

Sem classificação de risco

Apesar das mudanças físicas na recepção do CTU, o fluxo de atendimento dos pacientes, pelo menos por enquanto, não teve qualquer mudança e segue o mesmo de antes. Segundo informou a prefeitura, o Raul Sertã ainda não conta com a classificação de risco, ferramenta utilizada nos serviços de urgência e emergência, voltada para avaliar e identificar os pacientes que necessitam de atendimento prioritário, de acordo com a gravidade clínica, potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento. A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Conselheiro Paulino, por exemplo, assim como os setores de urgência dos hospitais particulares do município, trabalham com a classificação de risco.

O estacionamento de veículos no pátio do Raul Sertã também ainda não conta com uma fiscalização da Secretaria de Ordem e Mobilidade Urbana. Ainda de acordo com a nota enviada pela prefeitura, “o Executivo municipal iniciará nos próximos dias uma campanha de conscientização para que os motoristas cumpram as regras de estacionamento do Hospital Municipal Raul Sertã. Caso as orientações não sejam seguidas, a Secretaria Municipal de Ordem e Mobilidade Urbana será acionada e aplicará as sanções permitidas pela legislação de trânsito”. Segundo pacientes, é comum o uso do estacionamento por motoristas que não se dirigem ao hospital. 

 

TAGS: saúde