Comércio em Friburgo poderá abrir nos 3 feriados de novembro

Funcionamento facultativo vale para esta sexta (Finados); 15 (Proclamação da República) e 20 (Consciência Negra)
quarta-feira, 31 de outubro de 2018
por Jornal A Voz da Serra
Comércio em Friburgo poderá abrir nos 3 feriados de novembro

Um acordo firmado entre os sindicatos do Comércio Varejista (Sincomércio) e dos Empregados no Comércio de Nova Friburgo garante que as lojas da cidade poderão funcionar nos três feriados do mês de novembro: na próxima sexta-feira, 2 (Finados); 15 (Proclamação da República) e 20 (Consciência Negra). A abertura das lojas ficará a cargo de cada comerciante. O presidente do Sincomércio, Braulio Rezende, esclarece que a medida objetiva dar liberdade de decisão aos empresários e incrementar a atividade do setor.

“O acordo feito com o Sindicato dos Empregados no Comércio permite que os empresários resolvam o que é melhor para seus negócios, ao mesmo tempo em que respeita integralmente os direitos dos trabalhadores. A abertura em feriados contribui para movimentar a economia do município e o turismo, já que Nova Friburgo recebe muitos visitantes em fins de semana prolongados”, explica Braulio, que também é presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL).

Ele reforça ainda que a iniciativa garante o funcionamento de segmentos que prestam serviços essenciais à população, como supermercados e farmácias, e corrige uma antiga distorção que prejudicava empresas menores.

“Antes de incluirmos essa cláusula na nossa convenção coletiva, as grandes redes entravam na Justiça para funcionar nos feriados, enquanto os pequenos empresários ficavam em desvantagem. Hoje, todas as empresas podem funcionar, desde que sigam as condições estabelecidas na convenção”, acentua ele.

O presidente da CDL e do Sincomércio acrescenta que, num ano de sérias dificuldades para o comércio, a permissão se torna ainda mais oportuna. “Vivemos um momento complicado, sofrendo as consequências do alto índice de desemprego e da lenta recuperação da economia. Em momentos assim, é importante termos alternativa para os nossos negócios. Fechar as lojas em três feriados num único mês afeta o desempenho do comércio”, observa Braulio.

TAGS: