Começam as celebrações pelos 200 anos da chegada dos suíços

Serão quatro dias de eventos em Friburgo com a participação de famílias de várias partes do Brasil
quarta-feira, 13 de novembro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Começam as celebrações pelos 200 anos da chegada dos suíços

Neste sábado, 16, a Colônia Suíça comemora o bicentenário da chegada dos primeiros imigrantes a Nova Friburgo. Para não deixar a data passar em branco, os descendentes suíços preparam uma grande festa que começa nesta quinta, 14, e vai até domingo, 17. O início das comemorações será no Museu do Amanhã, no Rio, com um grupo de ciclistas que irão pedalar até a Trilha do Barão – histórico caminho percorrido pelos suíços entre Cachoeiras de Macacu e Nova Friburgo. 

Na sexta, 15, estão previstos recepção ao grupo folclórico suíço Erinklergruppa Helvetia, às 8h na Praça das Colônias com o grupo Swissando e a Caminhada do Imigrante (trilha da localidade de Castália, em Cachoeiras. até São Lourenço, no distrito friburguense de Campo do Coelho). No sábado, 16, o percurso será pela trilha que liga São Lourenço ao Parque Municipal Juarez Frotté, no bairro Cascatinha. Ainda no sábado, às 14h30, acontece o cortejo das famílias da Praça do Suspiro ao Colégio Anchieta, onde será realizado o Encontro das Famílias. As comemorações se encerram coma cerimônia do Desfraldar da Bandeira, às 14h30.

Encontro das Famílias

Neste evento, a programação será dedicada à interação das famílias de descendentes no Anchieta com show de Victor Ludolf, apresentação do grupo Swissando e confraternização com lanche, frutas e cervejas artesanais de Nova Friburgo, além de visita à exposição 200 anos de imigração e visita guiada pelo Colégio Anchieta e ao Estande Kanecaturas. Há a previsão que vários membros de famílias descentes venham de outros estados brasileiros como, Paraná, Espírito Santo e Minas Gerais e até da própria Suíça.

É possível se inscrever através do site. O evento é uma iniciativa da Colônia Suíça, em parceria com a Raiz Turismo Receptivo. 

O bicentenário da imigração 

A história de Nova Friburgo teve seu início em 1818, quando Dom João VI autorizou, por decreto, a imigração de 100 famílias suíças provenientes, principalmente, do Cantão de Fribourg, para a colonização agrícola da então Fazenda do Morro Queimado. Do total de 2.006 emigrantes que saíram da Suíça, somente 1.621 chegaram à Nova Friburgo. Devido às condições precárias antes e durante a viagem que agravaram o estado de saúde da população, 385 pessoas morreram no percurso.

Em comemoração ao bicentenário da imigração suíça, a Colônia Suíça de Nova Friburgo e a Associação Nova Friburgo Fribourg, promovem este ano várias atividades. Em fevereiro foi inaugurada a sala da Colônia Suíça, na Praça das Colônias com lançamento do livro "Tempo Anterior", de Maria José Braga, e a exposição de quadros do artista plástico José Manuel Pereira, além da apresentação do troféu de ciclismo Eduardo Salusse. Em junho, uma comitiva partiu de Nova Friburgo com destino à Suíça, numa viagem “em busca do fogo simbólico”, em que os participantes refizeram todo o trajeto feito pelos imigrantes suíços há dois séculos.  

 

TAGS: 200 anos