Chama que aquece

quarta-feira, 20 de julho de 2016
por Jornal A Voz da Serra

NOVA FRIBURGO está preparada para receber a tocha olímpica que desfilará pela cidade no próximo dia 30. A estrutura foi apresentada pela Prefeitura e, ao que tudo indica, o espetáculo será inesquecível para o friburguense num circuito de aproximadamente 12,5 quilômetros, da Ponte da Saudade à Via Expressa, o maior percurso da tocha entre as cidades brasileiras.

ALÉM DA população, diversas instituições e agremiações sociais confirmaram presença, numa demonstração festiva para receber o símbolo da maior competição esportiva do planeta. Muitos turistas de cidades próximas também deverão estar presentes ao evento. Afora o calor humano, a visita oferece uma boa oportunidade de divulgar a cidade a nível nacional e internacional, devido à presença da mídia que acompanha a trajetória da tocha pelo país. 

A FESTA DO esporte olímpico, de 5 a 18 de agosto na capital carioca, contudo, estará sendo realizada num momento de crise econômica no Brasil, com baixos índices de crescimento e elevada taxa de desemprego, sem falar na crise política que afeta o governo com o impeachment da presidente Dilma Rousseff, mudança no Legislativo nacional e graves casos de corrupção. O ânimo da população destoa momentaneamente do modo de viver do brasileiro, considerado um dos povos mais otimistas do mundo.

PESQUISA DO Instituto Datafolha mostrou que 63% dos entrevistados de todo o Brasil opinaram que o evento trará mais prejuízos que benefícios. A metade demonstrou medo de que o Brasil exponha seus problemas com o transporte ou a segurança da cidade, por exemplo. A mesma pesquisa, feita a duas semanas da abertura, revelou também que metade da população desaprova a realização dos Jogos, mais que o dobro do registrado em junho de 2013, quando apenas 25% dos entrevistados expressavam essa opinião, e 64% aprovava a realização do evento. 

SOME-SE AO clima de pessimismo nacional a possibilidade de um ataque terrorista, um temor que paira sobre os preparativos nas últimas semanas. Os serviços de inteligência brasileiros já identificaram a criação de um canal de propaganda do Estado Islâmico em português e hoje vigiam diversos suspeitos. A recente matança de Nice, na França, em que um terrorista provocou a morte de 84 pessoas, obrigou as autoridades a reverem seus planos de segurança.

MALGRADO O desânimo, evento de tamanha envergadura não pode ser desconsiderado pela população. A presença de milhares de atletas e um sem número de turistas oferece ao Rio a possibilidade de elevar sua autoestima, tão abalada pelas dificuldades, e oferece a oportunidade de revelar para o resto do mundo a imagem que, apesar da crise, o país se mostra confiante no futuro e aberto aos visitantes.

A HORA, PORTANTO, é de unir esforços para que o evento transcorra em ordem, harmonia e paz entre os povos. O legado olímpico ainda é incerto para o cidadão, porém, a imagem deixada para o mundo é que podemos superar a crise com determinação, revelando a todos que a identidade nacional é construída com desafios e vitórias. Que seja assim.

 

TAGS: