Cervejas de Friburgo voltam a participar do Mondial de La Bière, no Rio

Estandes da Alpendorf, Born2Brew e Pontal estão entre outros 120, em meio a cerca de 1.200 rótulos nacionais e importados
quarta-feira, 04 de setembro de 2019
por Adriana Oliveira (aoliveira@avozdaserra.com.br)
O Mondial de La Bière no Píer Mauá (Divulgação)
O Mondial de La Bière no Píer Mauá (Divulgação)

Pela segunda vez, três cervejas artesanais de Nova Friburgo - Alpendorf, Born2Brew e Pontal - participaram do Mondial de La Bière, que começa nesta quarta-feira, 4, no Píer Mauá, no Rio. Os três estandes de Nova Friburgo estão entre outros 120, em meio a cerca de 1.200 rótulos nacionais e importados. 

Em termos de quantidade de cervejarias representando a Região Serrana, Friburgo só perde para Petrópolis, que está levando oito: Doutor Duranz, Criatura Craft Beer, Bohemia, Petra, Da Corte, Cerveza Guapa, Alter e Odin (estas últimas de Itaipava). Teresópolis participa com Therezopolis e  Black Princess.

A 7ª edição carioca do Mondial de la Bière vai até domingo, 8, nos  armazéns 2, 3 e 4 do Píer Mauá, na Zona Portuária do Rio. Cervejarias de diversos estados do Brasil e de outros países se espalham por 17 mil metros quadrados, apresentando rótulos já consagrados e lançamentos em primeira mão. 

O festival foi criado há 25 anos no Canadá e se tornou referência no mundo  em cervejas artesanais e premium. No Brasil é realizado desde 2013. Dentro da programação, o evento reúne bandas, food trucks e o MBeer Contest Brazil, competição às cegas entre as cervejas expostas, avaliadas por jurados nacionais e internacionais.

A produção de cerveja artesanal cresce anualmente entre 30% e 40% no Brasil, terceiro maior produtor de cerveja do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e China. O Mondial de la Bière se apresenta como uma vitrine de lançamento de cervejas artesanais. O festival é um espaço para degustação e difusão da cultura cervejeira e um dos mais importantes players desse mercado em todo o mundo.

Região Serrana vai ganhar Arranjo Produtivo Local de Cervejas Artesanais

A Região Serrana do Rio vai ganhar em breve mais um incentivo à produção e ao desenvolvimento do setor cervejeiro. Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo e outros municípios próximos integrarão o Arranjo Produtivo Local (APL) de Cervejas Artesanais.

Uma reunião em Petrópolis, no último dia 30, apresentou a iniciativa da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, em parceria com a Firjan e outras entidades. A intenção é potencializar as indústrias locais de cerveja com o objetivo de aumentar a produção e, dessa forma, fomentar a economia ao gerar emprego e renda. A oficialização do programa deve ser efetivada no fim de setembro.

As três cidades da região reúnem mais de 60 marcas artesanais. Em um primeiro momento, o APL pretende atuar nas principais demandas dos empresários para que sejam identificados os gargalos para o desenvolvimento do setor. Será traçado um plano estratégico para resolvê-los e facilitar o ambiente de negócios. Uma das possíveis ações é firmar parcerias com bares, restaurantes e supermercados para estimular o consumo dos produtos fabricados na região, ou ainda, fazer a compra conjunta de insumos e matéria-prima, além do compartilhamento dos pontos de venda.

Outra possibilidade está no consumo do lúpulo cultivado na própria região. A produção nacional é pequena e, por isso, quase todo material é importado.

 

TAGS: