Cemitérios de Friburgo prontos para receber o público de Finados

Missas e cultos serão celebrados ao longo de todo este sábado
sexta-feira, 01 de novembro de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
Dona Marlene Concy deposita flores no túmulo de seu marido (Fotos: Henrique Pinheiro)
Dona Marlene Concy deposita flores no túmulo de seu marido (Fotos: Henrique Pinheiro)

Desde esta quinta-feira, 31, a Prefeitura de Nova Friburgo intensifica a limpeza e pintura dos cemitérios municipais para a celebração do Dia de Finados, neste sábado, 2, feriado nacional. Como já é tradição, às vésperas da data os cemitérios recebem atenção especial, com varrição, capina e limpeza dos cruzeiros (espaços destinados para acender velas), oferecendo assim mais conforto e tranquilidade a quem for visitar os cemitérios. A VOZ DA SERRA esteve nesta quinta-feira, 31, no Cemitério São João Batista, no Centro, o maior da cidade, para conferir como estavam os preparativos para mais um Dia de Finados em Nova Friburgo.

Logo na entrada encontramos a aposentada Marlene Concy, que foi visitar o túmulo onde seu marido está sepultado. Ela aproveitou para deixar tudo limpinho e ainda ornamentou o jazigo com flores. “Tenho o hábito de vir ao cemitério sempre antes do Dia de Finados. Venho ver se está tudo direitinho. O túmulo já estava limpo e aí aproveitei para colocar algumas flores. Faço minha oração e às vezes volto no Dia de Finados também. Mas, geralmente, prefiro vir na véspera mesmo. Fica mais vazio, mais tranquilo”, disse Marlene.

Cerca de dez pessoas, entre adultos e jovens, aguardavam na porta do cemitério com baldes, esponjas e panos na esperança de faturar um dinheirinho extra com a limpeza dos túmulos: “Já até consegui algum dinheiro hoje, mas o movimento está bem fraco”, disse uma mulher que não quis se identificar.

Julia Schimidt tem um comércio na porta do cemitério há cerca de 30 anos e também confirma o movimento baixo às vésperas do Dia de Finados: “O movimento está muito fraco. Em anos anteriores o cemitério já estaria cheio uma hora dessas. Não sei se as pessoas estão perdendo o amor ao próximo ou não dão mais valor a datas como essa. Acredito que o movimento maior será só no feriado mesmo”, afirmou a comerciante.

Celebrações religiosas

Como já é tradição, missas e cultos serão celebrados nos cemitérios da cidade neste sábado, 2, Dia de Finados, para que os fiéis possam homenagear e lembrar seus entes queridos já falecidos. No cemitério São João Batista, no Centro, serão celebradas cinco missas ao longo do dia. Às 8h, 10h (esta presidida pelo bispo Dom Edney Gouvêa Mattoso, e às 12h, 14h e 16h. No cemitério Trilha do Céu, na Fazenda da Laje, distrito de Conselheiro Paulino, as missas serão celebradas às 8h e às 10h.  

No cemitério Memorial Parque das Montanhas, no bairro Nova Suíça, a missa será às 10h. No mesmo horário será celebrada missa também no cemitério municipal do distrito de Amparo. Mais cedo, às 8h, haverá missa no cemitério de Maringá/Riograndina. Já o cemitério Luterano, no Centro, realizará um culto às 9h.

Não custa lembrar

O Dia de Finados é celebrado no dia 2 de novembro porque no dia 1º do mesmo mês é comemorado o Dia de Todos os Santos - data que reverencia todos os que morreram em estado de graça, mas que não tiveram a oportunidade de serem canonizados ou que não são lembrados em orações por ninguém.

Ou seja, todos os anos nesta data o movimento nos cemitérios é intenso. Muitas pessoas vão oferecer flores e fazer orações nos túmulos de familiares ou amigos já falecidos. Mas apesar de ser um momento de fé e oração, é preciso ficar atento a alguns detalhes para evitar acidentes ou transtornos futuros.

Por isso, a recomendação da prefeitura é que as pessoas que vão reverenciar a memória dos seus entes queridos evitem acender velas fora do cruzeiro, de modo a evitar qualquer risco de incêndio ou queimada. As autoridades também recomendam que se evite colocar jarros ou vasos de plantas sobre os túmulos para evitar o acúmular de água parada e, consequentemente, servir como criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e outras doenças.

 

TAGS: feriado