Carlos Malta apresenta show Pimenta na Usina Cultural Energisa

segunda-feira, 09 de junho de 2008
por Jornal A Voz da Serra

Um tributo a Elis Regina. Assim é definido o show de Carlos Malta a ser realizado neste sábado, 7, às 20h, na Usina Cultural Energisa (Praça Getúlio Vargas 55, Centro). Malta será acompanhado por André Siqueira (violão e guitarra), levando para o palco toda a emoção e beleza do repertório brasileiríssimo, com pitadas de pimenta do jazz. Classificação: 16 anos.

O cometa Elis Regina, além de tudo o que se disse até hoje sobre o seu canto e sua voz, traz em sua cauda a poeira cósmica de sua influência na formação de uma nova geração de artistas. Nos anos 70 o personagem musical Elis Regina assinou a contracapa de um disco de Victor Assis Brasil, selando assim uma ligação com o saxofone e com os saxofonistas. Ao ler este texto, Carlos Malta, então com 15 anos, encheu-se de entusiasmo e se decidiu pela carreira de músico. Esta foi a semente do projeto Pimenta, um tributo a Elis, uma de suas maiores fontes de inspiração.

No show Pimenta, Malta faz uma releitura lúdica, poética, jazzística e mágica para o repertório gravado e eternizado pelo canto de Elis Regina, tendo lançado um CD em 2000 e indicado pela revista Jazz Times americana como o melhor lançamento do ano.

Pelo mundo

Entre fevereiro e abril de 2005, Carlos Malta, a convite do Conservatório Real da Dinamarca, ministrou curso de dois meses e criou, com os alunos, formações em duos, trios e quartetos, difundindo ainda mais este repertório, calcado no bom gosto musical da eterna Elis.

Já tendo se apresentado em Mogale City, África do Sul (2003), com público na praça de cinco mil pessoas; Mambhato, África do Sul (2004), Nova Orleans, EUA (2000, 2001, 2002, 2003 e 2005), além de festivais em todo o Brasil, Malta vem difundindo a música do Brasil ao redor do planeta.

Carlos Malta participou do Projeto Pixinguinha na França, onde apresentou algumas faixas do repertório do Pimenta, bem como esteve na Dinamarca duas vezes em 2007, divulgando seus dois mais recentes CDs: Paru, com o Pife Muderno, e Pimenta, relançado pela Delira Música.

Críticas e comentários

sobre o CD Pimenta- Indicado pela revista Jazz Times como melhor CD do ano 2000;

- “Um trabalho digno dos grandes ourives”, Tárik de Souza, JB/Clique Music;

- “Este é um disco de música brasileira. É, ao mesmo tempo, um dos mais jazzísticos assinados por um músico brasileiro”, Ayrton Martini, Folha de Campinas;

- “Carlos Malta é um dos melhores músicos que já ouvi na vida, Pimenta soa como um movimento virtuosístico de uma grande sinfonia popular”, Ricardo Cravo Albin, crítico de música de O Dia.

Programa

Os números que compõem o show são Aquarela do Brasil, gravação em off com Elis Regina; Nada será como antes (M. Nascimento), Águas de Março (A. C. Jobim), O bêbado e o equilibrista (J. Bosco/A. Blanc), Chovendo na roseira (A. C. Jobim), Ladeira da Preguiça (G. Gil), Bala com Bala (J. Bosco/A. Blanc), Cais (M. Nascimento/R. Bastos), Garota de Ipanema (A. C. Jobim/V. Moraes), Fascinação (Manning/Marchetti), Upa Neguinho (E. Lobo/C. Guarnieri), Pro Zeca (Victor Assis Brasil) e Vera Cruz (M. Nascimento/F. Brandt).

TAGS: