Campanha Papai Noel dos Correios recebe 222 cartinhas em Friburgo

Todos os pedidos de presentes foram atendidos este ano: nenhuma criança ficou sem receber
quinta-feira, 26 de dezembro de 2019
por Lyvia Stael (lyvia@avozdaserra.com.br)
Cartinha de criança enviada aos Correios (Arquivo AVS)
Cartinha de criança enviada aos Correios (Arquivo AVS)

Na última semana foi encerrada a campanha do Papai Noel dos Correios 2019. A agência central de Nova Friburgo recebeu 222 cartinhas com pedidos de presentes de crianças carentes ao Papai Noel, todas foram apadrinhadas. Os presentes já foram entregues às crianças de algumas escolas públicas nos dias 12, 14 e 17 de dezembro. Nenhuma criança ficou sem receber.

Este ano, só no Estado do Rio de Janeiro, chegaram mais de 30 mil cartinhas endereçadas ao Papai Noel dos Correios. Dessas, 27.960 foram adotadas por padrinhos que foram até as agências, se sensibilizaram com os pedidos e providenciaram um presentinho para levar alegria ao Natal dessas famílias. O período de adoções foi de 7 de novembro a 6 de dezembro.

O objetivo principal do Papai Noel dos Correios é responder às cartas das crianças que escrevem ao Bom Velhinho e, também, de estudantes das escolas da rede pública (até o 5º ano do ensino fundamental) e de instituições parceiras. Depois de selecionadas, é preciso buscar meios de atender aos pedidos de presentes. As cartinhas ficam disponíveis para adoção nos locais indicados no blog da campanha.

Em 2019, a campanha completou 30 anos de existência. Ao longo dessas três décadas, conseguiu atender ao pedido de mais de 6 milhões de cartinhas – muitas delas com histórias emocionantes de solidariedade. Essa corrente do bem une esforços da empresa, empregados e voluntários da sociedade para atender, dentro do possível, aos pedidos de presentes.

O Papai Noel dos Correios foi criado através da iniciativa de alguns empregados que, durante a rotina de trabalho, encontravam cartinhas escritas por crianças carentes para ao Papai Noel, sensibilizados, alguns deles resolveram adotar as cartinhas e enviar os primeiros presentes. Com o passar do tempo, a ação foi crescendo e se tornou em um projeto corporativo da empresa.
 

TAGS: Natal