Bicentenário e meio ambiente

sexta-feira, 25 de maio de 2018
por Jornal A Voz da Serra

         A COMUNIDADE ambientalista friburguense aguarda posicionamento do governo municipal sobre a política ambiental a ser implementada nos próximos anos no município. Com uma carência de medidas preventivas e corretivas, o meio ambiente – acredita-se – deve merecer uma atenção especial do governo Renato Bravo, nestes tempos do bicentenário friburguense, voltando a colocar o município em destaque no interior do estado. Motivos existem, e muitos.

         É PRUDENTE, em nome do meio ambiente, reforçarmos a necessidade da preservação do nosso patrimônio natural como uma “tábua de salvação” para minimizar os diversos males da sociedade moderna, como a poluição e a expansão imobiliária sendo atenuante preconizada por todos os países e que Nova Friburgo também deve se precaver.

O PROCESSO de informação e participação popular nas decisões estratégicas também deve ser levado em consideração, recebendo sugestões dos segmentos ambientais contribuindo para o aumento da conscientização da população quanto aos problemas do meio ambiente em toda a sua extensão. E ainda é preciso reconhecer e incentivar a integração de todos os setores por uma causa comum.

         A QUESTÃO ambiental estará presente cada vez mais na realidade de todos, ainda mais com todo o trabalho de reconstrução de Nova Friburgo que, desde 2011, não se recuperou totalmente. Problemas continuarão existindo, impondo novos desafios à humanidade. Cada um, portanto, deve fazer a sua parte, ainda que modesta. Através dessas múltiplas “pequenas ações” atingiremos o desejado desenvolvimento sustentável.

EXISTEM muitos exemplos que apontam as dificuldades de se promover o desenvolvimento municipal conjugando os interesses do governo com todos os setores da sociedade. Mas também existe consenso quanto à necessidade de se impedir o avanço de práticas irregulares que aumentam ainda mais os desafios da administração, preservando a qualidade de vida da população e da natureza.

         O DIREITO ao meio ambiente ecologicamente equilibrado está previsto na Constituição e os municípios podem editar normas que atendam à realidade local ou até mesmo preencham lacunas da legislação. Esta é a arma que as cidades têm para adotar medidas que as tornem diferentes, avançando com políticas públicas ainda não implementadas. E existem muitas soluções ambientais para Nova Friburgo que podem ser adotadas com sucesso.

         CUIDAR DA vida, zelando para que os ambientes naturais possam ser fontes de saúde, de emprego e de qualidade de vida são questões que devem ser praticadas sempre. O crescimento econômico do município está intrinsecamente ligado à natureza e o seu uso, se feito de forma planejada, garantirá o nosso futuro.

TAGS: