Atleta friburguense é campeã de torneio de vôlei no Rio

Sophia Bom passa a integrar o elenco do Tijuca e já conquista o primeiro título
quarta-feira, 03 de abril de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Sophia Bom
Sophia Bom

Não é apenas nas artes marciais e no futebol que Nova Friburgo exporta talentos no mundo esportivo. Através do trabalho de resgate da modalidade, a Associação Friburguense de Voleibol consegue garimpar jovens valores, e na medida em que eles se destacam nas competições, as portas se abrem para novas experiências. É o caso da jovem Sophia Bom.

A jogadora integra a equipe do Tijuca, juntamente com outras duas companheiras de Nova Friburgo que já participam do time carioca em outras categorias. Sophia fez parte da equipe campeã invicta do Torneio Início de Voleibol, vencendo o Fluminense na grande decisão. A atleta friburguense ainda mantém o vínculo com a Associação Friburguense, onde treina durante a semana.  

“Estamos profundamente felizes por ela e sua família, já estarem colhendo os frutos do sacrifício semanal, com viagens e treinos aqui e no Rio para que possa fazer parte do grupo tijucano. Agradecemos ao apoio do Tijuca Vôlei, parabenizamos todas as atletas da equipe mirim feminina e toda a comissão técnica e direção de voleibol do clube pelo feito”, diz o texto referente à participação da jovem, postado no perfil oficial da AFV em uma rede social.

Além de Sophia Bom, há outras duas atletas que estão defendendo o Tijuca, sendo Nikole Souza a mais experiente, cotada para atuar pelo time juvenil nesta temporada.

Ano movimentado

Empolgadas com o trabalho realizado e com os destaques individuais, a Associação Friburguense de Voleibol já conta com um planejamento de competições e desafios para este ano. E logo no começo de 2019, as meninas da equipe tiveram uma experiência diferente, ao participarem de uma clínica internacional de voleibol.

Durante a atividade, foi realizado um amistoso contra a Universidade de Washington na categoria infanto, vencido pelo time de Nova Friburgo. A Clínica Internacional de Voleibol foi realizada no Marina Barra Clube, no Rio de Janeiro, e promovida pela Ripper Vôlei.

As atletas e a comissão técnica da Washu Bears, a equipe da Universidade de Washington, fizeram um seminário intensivo de aprendizado com as atletas friburguenses durante um período. Em um segundo momento, algumas atletas e o treinador Gustavo Costa, o Japa, representaram o Marina Barra Clube em um amistoso contra as equipes A e B da Universidade. O saldo foi de uma vitória e uma derrota.

O próximo desafio da equipe friburguense é a Liverj (Liga de Voleibol do Estado do Rio de Janeiro), que terá início no próximo dia 13. A AFV vai participar nas categorias mirim e infantil. A competição é disputada em fases, a de classificação e os playoffs, até o dia 8 de dezembro, com a cerimônia de premiação prevista para acontecer no dia 15 do mesmo mês, em local a ser agendado.

O campeonato é disputado em turno único, e no final do turno, as equipes classificadas na 11ª e 12ª colocação caem para a divisão imediatamente inferior. A 9ª e 10ª colocação disputam as finais da Taça Bronze, enquanto as oito melhores avançam para os playoffs. As equipes perdedoras deste confronto disputam as semifinais da Taça Prata, e as vencedoras as semifinais da Taça Ouro.

A Liverj foi criada em 2013 para preencher uma lacuna no calendário do voleibol carioca, e busca proporcionar aos praticantes do esporte a oportunidade de disputar uma competição com equipes vindas de vários municípios do estado do Rio de Janeiro. Através da Liga, diversos atletas foram revelados e agora integram vários clubes da Federação Carioca.

Durante os seis anos de atividades, mais de 100 escolas esportivas e equipes passaram pelas quadras. Além da Liverj, a Associação Friburguense também vai disputar a segunda edição da Liga Serrana de Voleibol na categoria adulto feminino. A competição foi criada com o objetivo de resgatar a prática da modalidade no interior do estado.

TAGS: volêi