Alunos do Samba vai contar a história da Estrada Real no carnaval 2020

Agremiação que conquistou o segundo lugar este ano almeja subir mais um degrau
quarta-feira, 04 de setembro de 2019
por Guilherme Alt (guilherme@avozdaserra.com.br)
Alunos na avenida (Arquivo AVS)
Alunos na avenida (Arquivo AVS)

Na noite do último sábado, 31, a Alunos do Samba organizou uma festa para promover o lançamento do enredo do Carnaval 2020. O enredo “Com Zé Carioca eu vou pelos caminhos da Estrada Real” foi festejado por centenas de pessoas no Palácio do Samba (quadra da escola), no distrito de Conselheiro Paulino. O grupo de pagode Podcast animou a noite com música ao vivo. A azul e branco é a primeira a desfilar em 2020, seguido por Imperatriz de Olaria, Unidos da Saudade e Vilage no Samba.

O carnavalesco do Alunão, Alfredo Fraga, explica que o enredo vai falar sobre a história da estrada real, aberta pela coroa portuguesa, para escoar o ouro extraído de Minas Gerais. “Muitas cidades como Ouro Preto, Mariana e São João Del Rey surgiram por conta dessa atividade. A pedras eram levadas até Paraty onde era o porto. De lá, o ouro era transportado para Portugal”, conta ele. 

Alfredo conta que durante o transporte do ouro aconteceram muitos saques o que levou a coroa portuguesa a autorizar a construção de uma nova estrada o “Caminho Novo”, que passa por Juiz de Fora e Petrópolis, que recebeu a primeira ferrovia do Brasil, com o objetivo de escoar o ouro (já em declínio) de forma mais rápida e também a cana de açúcar. 

“Criou-se um outro caminho que passa por Diamantina-MG por conta da exploração das pedras preciosas e por último criou-se um quarto caminho que é chamado Caminho de Sabarabuçu, uma das estradas reais, em Sabará-MG, que surgiu a partir de uma lenda. Os mineradores viam um brilho no alto do Morro da Piedade e pensavam se tratar de ouro e por isso abriram caminho até chegar ao local, quando chegaram viram se tratar de minério de ferro que deu origem à cidade de Sabará”, completou o carnavalesco. 

O Zé Carioca, símbolo da escola, vai começar sua viagem em Ouro Preto, passar pelas cidades contando a história das estradas reais e vai terminar em Paraty, onde as pedras eram escoadas. O presidente da Alunão, Alessandro Silva, afirma que a agremiação já está com 70% do carnaval pronto e planeja continuar surpreendendo ainda mais os friburguenses na avenida, para o Carnaval 2020. 

“Com certeza vamos manter o padrão deste ano, para o carnaval do ano que vem e será ainda melhor. Estamos trabalhando para subir mais um degrau e manter o nível que apresentamos. A responsabilidade é muito grande frente à crise que o país atravessa, mas nós vamos vir para manter nosso ímpeto, nossa posição de desfile e a tradição de honrar o distrito de Conselheiro Paulino”.

Vice-campeonato

No carnaval deste ano, a agremiação conseguiu um surpreendente segundo lugar, levando o presidente às lágrimas após o resultado. Alessandro não segurou a emoção e exaltou o belo trabalho da azul e branco. “Nós recebemos esse segundo lugar com muita felicidade. Esse vice-campeonato para nós significa um campeonato. Foram muitas obras e uma grande reformulação na nossa quadra e barracão, que se refletiram nesse bom trabalho que fizemos. Fica a esperança para que a comunidade continue acreditando no nosso trabalho e que confie no futuro, porque pretendemos recolocar a escola no primeiro lugar”, disse.  

O presidente afirmou ainda que 2019 seria um carnaval de superação para almejar futuramente o título. “Não esperávamos, de fato, mas foi o reconhecimento de um ótimo trabalho. A nossa intenção é subir degrau por degrau, nos preparando para vir forte nos próximos anos e brigar de igual para igual com as outras escolas”, completou.

 

TAGS: carnaval