Aguardando a Justiça

sábado, 17 de março de 2018
por Jornal A Voz da Serra

ESTÁ NAS mãos do Supremo Tribunal Federal (STF) há algum tempo, os pedidos de investigação dos delatados pelos executivos da Odebrecht encaminhados pela Procuradoria Geral da República (PGR). São 83 pedidos de abertura de inquérito contra parlamentares e ministros. Estima-se mais de 300 políticos citados.

O MINISTRO Édson Fachin vai decidir sobre a divulgação dos nomes e se abre os inquéritos, bem como os casos a serem encaminhados a outras instâncias do Judiciário, como a Justiça Federal para aqueles sem direito a foro especial.

A MAIORIA dos políticos citados pertence aos grandes partidos, como PT, PMDB e PSDB. Os pedidos de inquérito mencionam crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, falsidade ideológica e formação de quadrilha, entre outros.

AGORA, A Operação Lava Jato ganha um novo fôlego, ampliando seu raio de ação ao envolver políticos que vinham beneficiando-se, há décadas, do esquema que se instalou no país tendo empreiteiras como fornecedoras de propinas.

A CORRUPÇÃO de políticos e empresários, ao institucionalizar essa forma de crime organizado, mostra suas verdadeiras dimensões no país. Será preciso, no entanto, que a opinião pública fique vigilante, a fim de que haja consequências.

TEME-SE QUE que os tribunais fiquem sobrecarregados, incapazes de processar todo esse volume de trabalho. Com isso contam os políticos, sobretudo os que gozam do foro privilegiado, e que almejam uma prescrição.

TAGS: