Agências da Caixa no Centro e Olaria abrem neste sábado para saques do FGTS

Expediente extra será das 9h às 15h, apenas para os nascidos em janeiro. Segunda e terça atendimento também começará duas horas antes do horário habitual
sexta-feira, 18 de outubro de 2019
por Jornal A Voz da Serra
Agências da Caixa no Centro e Olaria abrem neste sábado para saques do FGTS

As agências da Caixa Econômica Federal em Nova Friburgo, nas avenidas Alberto Braune, no Centro, e Júlio Antônio Thurler, no centro comercial Roseiral, no bairro Olaria, abriram mais cedo nesta sexta-feira, 18, com atendimento ao público, a partir das 9h, e terão expediente extra neste sábado, 19, das 9h às 15h, exclusivamente para realizar os pagamentos e esclarecer dúvidas sobre o saque imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 500 por conta liberado pelo governo federal. Nas próximas segunda-feira, 21, e terça-feira, 22, as duas agências também abrirão duas horas mais cedo para atender os trabalhadores. 

Os horários estendidos se devem a expectativa de grande procura pelo dinheiro extra exclusivamente para os trabalhadores que não têm conta corrente ou poupança na Caixa. Quem é cliente do banco recebe o benefício diretamente com crédito automático. A liberação dos recursos para este grupo começou em setembro. O pagamento do saque imediato de até R$ 500, porém, não será feito ao mesmo tempo para todos. Há um calendário que foi elaborado pelo governo federal justamente para evitar uma grande corrida às agências da Caixa de uma só vez. A previsão é que aproximadamente 4,1 milhões de trabalhadores sejam beneficiados com o dinheiro extra nesta etapa, injetando cerca de R$ 1,8 bilhão na economia brasileira. 

Os trabalhadores nascidos em janeiro que não têm conta na Caixa são os primeiros que já podem sacar até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa do fundo. Os demais trabalhadores não correntistas receberão conforme o seguinte o calendário: nascidos em fevereiro, a partir do próximo dia 25. Os aniversariantes de março, em 8 de novembro. Nascidos em abril poderão sacar a partir de 22 de novembro; os aniversariantes de maio, em 6 de dezembro, e de junho, em 18 de dezembro. Os nascidos em julho poderão sacar a partir de 10 de janeiro de 2020. Os de agosto, em 17 de janeiro. Nascidos em setembro, receberão em 24 de janeiro. Os nascidos em outubro, 7 de fevereiro; novembro, 14 de fevereiro. E os nascidos em dezembro, poderão realizar o saque a partir de 6 de março de 2020.

Para saber os valores disponíveis para o saque, os canais de recebimento e as opções de crédito em conta, é só acessar o site da Caixa (caixa.gov.br/fgts) e informar número do CPF, do Número de Identificação Social (NIS), do Programa de Integração Social (PIS) ou do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) e a data de aniversário. 

Os saques de até R$ 100 poderão ser feitos em casas lotéricas, com apresentação de documento de identidade original com foto e número do CPF. Será feita a leitura da impressão digital no momento do saque. Para quem tem cartão cidadão e senha, o saque poderá ser feito nos terminais de autoatendimento, em unidades lotéricas ou correspondentes Caixa Aqui. Quem não tem o cartão cidadão deve procurar uma agência da Caixa.

Embora não seja obrigatório, a Caixa orienta que o trabalhador leve também a carteira de trabalho para fazer o saque. Segundo o banco, a carteira de trabalho pode ser necessária para atualizar dados. As dúvidas sobre valores e data do saque poderão ainda ser consultadas no aplicativo do FGTS (disponível para iOS e Android), pelo site ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800 724 2019, disponível 24 horas. A data limite para saque é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até essa data, os valores retornam para a conta do FGTS do trabalhador.

Saque aniversário

Outra modalidade de saque do FGTS, válida para o próximo ano, será o saque aniversário. Os trabalhadores interessados em migrar para esse modelo, que permite a retirada de parte do saldo da conta todo mês do aniversário, já podem comunicar sua decisão à Caixa através do site ou canais de atendimento do banco. Ao confirmar essa opção, o trabalhador deixará de ter direito a efetuar o saque do total da conta em caso de rescisão de contrato de trabalho.

Quem fizer a mudança só poderá retornar à modalidade anterior após dois anos da data da solicitação à Caixa. Caso o trabalhador não comunique o interesse no tipo de saque, a regra da rescisão será mantida. A decisão de migrar para a modalidade do saque aniversário não anula a multa de 40% em caso de demissão sem justa causa.

 

TAGS: