Abaixo-assinado pede obras no acesso ao Pico do Caledônia

Já sem operar seu sistema de telecomunicação no local, Petrobras estuda encerramento de suas atividades ali
sexta-feira, 21 de junho de 2019
por Fernando Moreira (fernando@avozdaserra.com.br)
A situação da estrada de acesso ao pico (Fotos de leitor e do repórter Fernando Moreira)
A situação da estrada de acesso ao pico (Fotos de leitor e do repórter Fernando Moreira)

Na edição do último dia 13, A VOZ DA SERRA denunciou o abandono da guarita de acesso ao Pico do Caledônia, um dos principais pontos turísticos de Nova Friburgo. O assunto ganhou grande repercussão e movimentou diversos setores da sociedade, desde cidadãos comuns amantes da natureza, até o poder público e a iniciativa privada.

Só na página de A VOZ DA SERRA no Facebook, a reportagem recebeu mais de 500 reações, cerca de 70 comentários e 340 compartilhamentos, números que reforçam a importância do espaço para os friburguenses e para o turismo local. “Acho que quanto mais for divulgada a situação de abandono do Pico do Caledônia, melhor. Só assim para alertarmos as pessoas e as autoridades sobre o problema”, disse Cláudio Tardin, presidente do Centro Excursionista Friburguense (CEF), que completou: “Também temos que conscientizar quem sobe ao Pico do Caledônia para que não tire nada do lugar, não degrade a natureza, nem quebre nada. O problema não é quem vai curtir o visual e apenas fazer um passeio. O grande problema são as pessoas que não tem consciência ambiental e fazem fogueiras, deixam lixo para trás, depredam e saqueiam as instalações do local”, alertou.

Críticas ao abandono do ponto turístico

Entre as dezenas de comentários, a internauta Mirla Oliveira disse que descobriu da pior forma que o acesso ao Pico do Caledônia estava nessa situação: “Infelizmente está abandonado. Fui toda contente mostrar uma das belezas de nossa cidade para uns amigos de fora e fiquei com vergonha do abandono”, lamentou.

“Absurdo. Tomei um prejuízo de mais de R$ 2 mil devido às péssimas condições da estrada. Honestamente, fico triste pelo descaso”, se queixou Ale Cruz, outro internauta que deixou seu comentário na publicação. “Uma pena ver esta situação no Caledônia. Um lugar tão lindo, com uma vista maravilhosa, não pode acabar assim”, disse Leandro Conceição, outro cidadão inconformado com a falta de cuidado com um dos locais mais bonitos da cidade.

A lista de problemas

A reportagem alertou para as péssimas condições de conservação da estrada de acesso ao equipamento turístico, que de tão esburacada, inviabiliza o acesso até mesmo de veículos mais potentes, com tração nas quatro rodas. Também chamou a atenção o fato de a Petrobras ter deixado de cuidar da guarita de acesso ao escadão que liga ao Pico do Caledônia. Sem nenhum funcionário no local, o espaço tem sido alvo de vândalos e não há qualquer controle no acesso dos visitantes.

O que dizem os responsáveis

Com a repercussão, até uma petição pública online denominada “Salvem o Caledônia” (ACESSE AQUI) foi criada com o intuito de preservar o espaço. Endereçado à Prefeitura de Nova Friburgo, o abaixo-assinado pede a realização de obras de manutenção na estrada de acesso ao Pico do Caledônia. Até o fechamento desta reportagem, 459 pessoas já haviam assinado o documento.

A Petrobras informou que “visando ao atendimento das diretrizes da empresa de segurança operacional, as atividades de vigilância patrimonial da companhia no local foram suspensas desde a identificação de que a estrada oferece riscos de acidentes”. Ainda segundo a nota, “a Petrobras operava seu sistema de telecomunicação no local, o que não faz mais e, atualmente, discute com os órgãos pertinentes o encerramento de suas atividades no Caledônia”.

Já a Prefeitura de Nova Friburgo informou, em nota, que “a empresa de telefonia Oi, que mantém torres de comunicação no local, já iniciou um trabalho de recuperação da estrada, que foi interrompido, mas deverá ser retomado em breve”.

 

TAGS: Turismo