11º BPM recebe nove viaturas novas para reforçar policiamento

Segundo comandante Castelano, carros atenderão toda a área, mas a maioria deve permanecer em Friburgo
quarta-feira, 02 de janeiro de 2019
por Paula Valviesse (paula@avozdaserra.com.br)
As viaturas zero quilômetro que chegaram ao meio-dia deste sábado (Fotos: 11º BPM)
As viaturas zero quilômetro que chegaram ao meio-dia deste sábado (Fotos: 11º BPM)

Chegaram na manhã do último sábado, 29, as nove viaturas novas que irão compor o efetivo de veículos do 11º BPM. Os veículos, modelo Nissan Versa, 0km, foram destinados à unidade pelo comando da Polícia Militar do Estado do Rio. Segundo o comandante do batalhão, coronel Eduardo Vaz Castelano, será feito um levantamento sobre a frota para saber se existe a necessidade de envio de alguns desses carros para os demais municípios atendidos pelo 11º BPM, mas a maioria deles deverá servir ao policiamento de Nova Friburgo, por ser o  município mais populoso e com maior número de ocorrências.

Sobre os veículos novos, Castelano informou que eles são destinados a radiopatrulhas (RPs), acrescentando que a vinda dos carros é bem-vinda e ajuda a garantir uma melhor condição de trabalho para os policiais alocados no batalhão e também uma ampliação do serviço de segurança: “Temos alguns veículos já bastante usados, que continuam sendo utilizados no serviço gração ao trabalho de manutenção que fazemos. Essas novas RPs irão melhorar o nosso suporte logístico, além de garantirem melhores condições de trabalho e também um melhor atendimento à população”, afirma.

As viaturas chegaram ao batalhão por volta das 12h. Elas foram trazidas pelos policiais que fazem parte do efetivo local, que estiveram no Rio de Janeiro para buscar os veículos. A chegada na cidade chamou a atenção das pessoas, uma vez que os carros vieram em comboio, com as sirenes ligadas e acompanhados de mais quatro viaturas do 11º BPM, somando 13 veículos em fileira.

Elas irão aumentar o número de viaturas à disposição da unidade, já que as antigas que estão em bom estado de conservação permanecerão nas ruas: “Uma renovação da frota é necessária, pois evita problemas, como um carro dar problema e deixar o setor de patrulhamento descoberto. Aqui isso não tem ocorrido por conta da manutenção, para se ter uma idea ainda atuamos com o Voyage, que na capital está entre os carros mais antigos em circulação. E vamos além, temos ainda Gols no policiamento, uma viatura que lá não é nem mais vista”, destaca Castelano.

 

TAGS: