10ª Feira da Terra foi um sucesso: três dias de encontros, negócios, trocas e cultura popular

terça-feira, 20 de novembro de 2012
por Jornal A Voz da Serra
10ª Feira da Terra foi um sucesso: três dias de encontros, negócios, trocas e cultura popular
10ª Feira da Terra foi um sucesso: três dias de encontros, negócios, trocas e cultura popular

Texto Nai Frossard                                                        Fotos: Regina Lo Bianco
Nem a chuva atrapalhou a alegria dos participantes e visitantes da 10ª Feira da Terra, realizada entre os dias 16 e 18 de novembro em São Pedro da Serra. A abertura foi na sexta-feira pela manhã, com oficina da terra feita pelo Tiba—Tecnologia Intuitiva e Bioarquitetura—e exposição de produtos nas barracas feitas artesanalmente com bambu e iluminadas por LED. Uma roda de conversa sobre Educação Ativa com Ana Thomaz também constava na programação do dia.
Foram 20 barracas expondo o trabalho de produtores da Região Serrana. No setor de cosméticos e óleos, estavam a EntreFolhas Óleos Essenciais e a Gileade Fitocosmética Artesanal. As barracas de mudas nativas da Mata Atlântica do Sítio Terra Romã Florestal e da Associação Agroecológica de Teresópolis, com produtos agroecológicos e orgânicos, eram disputadas pelas pessoas que foram até a Feira da Terra procurando qualidade e bem-estar. Outra barraca que despertava a curiosidade era a de fraldas ecológicas para bebês—fraldas de pano, estilizadas, com o mesmo sistema de antigamente: reutilizáveis, econômicas e saudáveis.
A Oficina das Ervas, tradicional na feira, também estava nessa edição do evento. Eles produzem ervas aromáticas e medicinais em área de preservação ambiental (Galdinópolis) e são responsáveis por um trabalho comunitário com fibras vegetais, fabricando travesseiros, tapetes, luminárias, pantufas, máscaras relaxantes, entre outros itens. Ao lado, uma barraca bem representativa: a dos balaios, feitos por um morador da região. Rústicos e bem comuns nas casas de agricultores e moradores que reconhecem o valor dos trabalhos manuais. Bordados, macramês, teares, costuras, esculturas, estamparia e reciclagem eram alguns dos ofícios e artes expostas nos três dias do encontro na charmosa pracinha de São Pedro da Serra, a Praça João Heringer.
As oficinas de Bokashi realizada pela Pesagro e de construção de instrumentos musicais feita pelo grupo Musik Fabrik e a troca de sementes oferecida pela Fundação francesa Kokopelli foram alguns dos pontos altos da décima edição da Feira da Terra. Mas eram nos momentos musicais e culturais que os participantes se descontraiam mais. Na noite de sexta-feira quem animou a praça foi a dupla de viola caipira Jander Ribeiro e Rodrigo Garcia. No sábado, depois da apresentação do Cabaré Circense da trupe Grandes Seres da Montanha, quem empolgou foi a banda Musik Fabrik, num espetáculo cercado de um público atento e alegre. As danças ciganas e do folclore árabe também trouxeram um brilho entre os guarda-chuvas convictos que não arredaram o pé das tendas para assistir à beleza de movimentos, cores e sons.
A Tenda da Cura foi procurada por quem buscou shiatsu, tarô e massagem ayurvédica. Foram muitos atendimentos durante os três dias do evento. No domingo a feira foi fechada com o Sarau da Terra, com participações de artistas locais, mostrando que uma leve garoa não atrapalha quem quer se divertir e encontrar amigos que procuram qualidade de vida e preservação do meio ambiente, através do que se faz com as mãos e do que se consome, numa forma alternativa e com consciência.
A 10ª Feira da Terra foi realizada pelo Coletivo Feira da Terra e patrocinada pelo Sebrae/RJ e Energisa, contando com diversos parceiros, entre eles, Instituto Pindorama, Lumiar Aventura, Lausanne Produtora Cultural e Prefeitura. O objetivo do evento é a divulgação do trabalho de produtores, artesãos e artistas da região, para trazer geração de renda e alternativas de escoamento dessa produção. A Feira da Terra pretende resgatar e valorizar a sabedoria dos povos que vivem na região, com suas receitas caseiras e produtos artesanais, assim como incentivar as práticas de consumo mais sustentáveis, através da aquisição de alimentos agroecológicos. Acontece de acordo com as estações cíclicas da natureza, e a sua periodicidade é baseada nas épocas de plantio e colheita, o que garante um evento por cada estação do ano. 
A próxima edição da Feira da Terra será realizada no outono, nos dias 28, 29 e 30 de março do ano que vem. Os interessados em acompanhar as edições do evento podem acessar o site www.feiradaterra.org.

TAGS: